MENU

Túmulo de ex-prefeito de Campina Grande, PB, tem peças roubadas

Túmulo de ex-prefeito de Campina Grande, PB, tem peças roubadas

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 4:46

Túmulo de Elpídio de Almeida tem peças roubadas em Campina Grande, PB (Foto: Reprodução/TV Paraíba)

  O túmulo de Elpídio de Almeida, médico e ex-prefeito de Campina Grande, foi vandalizado teve peças roubadas. O crime foi percebido na manhã desta sexta-feira (16) por funcionários do cemitério do Monte Santo, onde o político foi sepultado em 1971.

O caso foi levado à Polícia Civil pelo deputado estadual Guilherme Almeida, neto de Elpídio de Almeida. Ele prestou queixa na 3ª Delegacia Distrital, no bairro da Prata, na tarde desta sexta. Segundo ele, foram roubadas peças de bronze, como a escultura de uma imagem de Jesus Cristo. A estrutura de mármore também foi quebrada e parte levada.

Ele cobrou investigações por parte da Polícia Civil. "Como se não bastasse a violência contra os vivos, agora estão querendo atingir os mortos", disse. Ele acredita que o crime tenha acontecido na noite da quinta-feira (15) ou na madrugada desta sexta.

De acordo com o deputado, o túmulo foi construído há mais de 40 anos e, além dos parentes, também era visitado por moradores de Campina Grande e municípios vizinhos. Foi um dos primeiros mausoléus do Monte Santo.

O administrador do cemitério, Ednaldo Bezerra Melo, informou que o local só conta com um vigilante por noite, por isso o roubo não foi percebido no momento em que acontecia. Segundo ele, os casos de furtos são frequentes e geralmente as peças de metais são os alvos. O cemitério do Monte Santo tem mais de 5 mil túmulos em três hectares de área.          

veja também