MENU

Um ano depois, vítimas de chuva no Rio ainda não foram indenizadas

Um ano depois, vítimas de chuva no Rio ainda não foram indenizadas

Atualizado: Quarta-feira, 6 Abril de 2011 as 2:45

Um ano após as chuvas que deixaram 68 mortos na cidade do Rio, moradores de áreas atingidas continuam sofrendo os estragos provocados na madrugada do dia 6 de abril de 2010. No Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, no Centro, lugar com mais mortes registradas, 19 famílias ainda não receberam o aluguel social ou foram indenizadas.

Segundo o secretário municipal de habitação, Jorge Bittar, as famílias serão indenizadas em breve. “No máximo em 10 dias nós indenizaremos essas famílias. No caso do Morro dos Prazeres foram algumas centenas de famílias que foram atendidas. Algumas estão no aluguel social, outras foram indenizadas e outras aguardam o erguimento de um conjunto habitacional”, afirmou. A previsão da prefeitura é que o conjunto habitacional fique pronto no fim deste ano.

Obras de contenção

A prefeitura fez obras de contenção da encosta onde houve o deslizamento na comunidade. As casas que não foram destruídas pela chuva, também foram demolidas por estarem em áreas de risco. Segundo a associação de moradores, cerca de 180 casas foram derrubadas. De acordo com moradores, o trabalho de remoção dos destroços não foi completo.

Uma casa destruída virou um chiqueiro, causando risco para os vizinhos. Além disso, uma creche que atendia 130 crianças também continua fechada, e nenhuma obra foi realizada.

“A gente tinha uma vida estável e uma situação boa. Agora até recuperar tudo vai demorar muito tempo”, disse uma moradora do Morro dos Prazeres.

A GeoRio informou que disponibilizou R$ 5 milhões de reais para a realização de obras no Morro dos Prazeres e que o trabalho de limpeza havia sido feito.      

veja também