MENU

Um mês depois de naufrágio, polícia ainda investiga causas do acidente

Um mês depois de naufrágio, polícia ainda investiga causas do acidente

Atualizado: Quarta-feira, 22 Junho de 2011 as 1:08

O naufrágio do barco Imagination, no Lago Paranoá, em Brasília, completa um mês nesta quarta-feira (22) ainda sem apontamentos das equipes de investigação sobre as possíveis causas e culpados do acidente. A embarcação permanece dentro da água, a 25 metros da margem, no ponto deixado pelo Corpo de Bombeiros. A retirada é responsabilidade do dono, que recebeu da Marinha o prazo de 5 de julho para concluí-la.

Nesta quarta, o inquérito policial será encaminhado à Justiça para acompanhamento. Segundo o delegado responsável pela investigação criminal, Adval Cardoso, da 10ª DP, o envio é uma determinação legal, prevista no Código de Processo Penal, por se tratar de investigação sem réu preso.

A previsão é que o documento retorne à delegacia em poucos dias para conclusão das diligências, que podem se estender por mais 60 dias, a partir desta quarta (22). Mas o delegado espera finalizar  o inquérito logo depois de receber o laudo da perícia, responsabilidade do Instituto de Criminalística.

“Esse laudo é importantíssimo porque vai mostrar as condições técnicas observadas no barco - como foi encontrado no fundo do lago, as avarias e as possíveis causas do afundamento. Essas informações, aliadas aos depoimentos colhidos, vão nos levar à conclusão das causas reais do naufrágio e apontar os responsáveis”, explicou Cardoso.

Diante de tudo que já foi investigado e das oitivas realizadas, que chegam a cem, "duas ou três" pessoas devem ser indiciadas pelo acidente, acredita o delegado Adval Cardoso. “Inicialmente, não constatamos dolo ou intenção de alguém de assumir risco. O que a gente observou foi desleixo, pouco caso, negligência e imprudência”, comentou.

O representante das vítimas do naufrágio, o advogado Pedro Peireira, também aguarda o laudo pericial para tomar providências judiciais. "Temos que esperar o documento oficial para poder reivindicar o direito das vítimas. Esse laudo é fundamental, pois irá indicar os reais responsáveis pelo naufrágio", falou.

De acordo com a previsão inicial do Instituto de Criminalística (IC), o inquérito ficaria pronto 60 dias após o acidente, mas a avaliação pode ser antecipada. “Tínhamos analisado que concluiríamos em até 60 dias, esse é nosso prazo máximo, mas acreditamos que antes disso será concluído”, comentou o diretor do instituto, Celso Nenevê.

O naufrágio

O naufrágio Imagination ocorreu por volta das 21h do dia 22 de maio, matando nove pessoas. No momento do acidente, era realizada no barco uma festa organizada por uma empresária dona de um buffet. Mais de cem pessoas estavam no barco quando ele naufragou. Segundo a Marinha, o barco tinha capacidade para 90 passageiros e 2 tripulantes.

O Corpo de Bombeiros trabalhou no caso durante o resgate das vítimas, depois na busca dos corpos e na ação de içamento do Imagination. A retirada do barco do fundo do lago foi feito com globos de reflutuação e um barco rebocador. Muitas tentativas foram feitas e, durante elas, o barco naufragado chegou a virar e ficar com o casco para cima e ser atingido por uma lancha.          

veja também