MENU

Universitária estuprada pede indenização de R$ 250 mil à UFMS

Universitária estuprada pede indenização de R$ 250 mil à UFMS

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 11:20

A acadêmica de química, que foi estuprada dentro do campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), entrou com um pedido de indenização por danos morais e materiais de R$ 250 mil contra a instituição. O crime aconteceu no dia 11 de abril, dentro do campus que fica em Campo Grande.

A ação foi protocolada na Justiça Federal de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (14). Ontem o juiz da 1ª Vara Federal, Renato Toniasso, acatou o pedido e intimou a UFMS a se pronunciar em um prazo de 10 dias.

Em entrevista ao G1, o advogado Mansour Elias Karmouche defendeu que a segurança dos alunos está incluída nos serviços de educação prestados pela universidade. “A segurança é uma responsabilidade da instituição. O crime aconteceu dentro do campus e é de obrigação da universidade garantir a segurança dos alunos. A aluna tem o direito de ser indenizada”, afirmou o advogado.

Karmouche informou ainda que também entrou com um pedido de “tutela antecipada” pedindo que a instituição custeie exames clínicos, laboratoriais e um tratamento médico particular para a jovem.

A assessoria de imprensa da UFMS informou que a instituição ainda não foi notificada sobre o pedido judicial e por isso não vai emitir nenhum pronunciamneto.

Caso

A acadêmica de 20 anos foi estuprada no dia 11 de abril, por volta das 8h, dentro do campus da UFMS. Segundo depoimentos da vítima na época, ela foi abordada pelo estuprador quando estava atravessando a ponte que liga o Teatro Glauce Rocha à unidade de química. O estuprador, iIdentificado como Robson Vander Lan, rendeu a jovem com um canivete e a levou para um matagal há cerca de 50 metros da ponte, onde cometeu o estupro.

Na época, acadêmicos de vários cursos da universidade protestaram e pediram mais segurança no campus. O caso foi investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) e Vander Lan foi preso na noite do dia 12 de abril,  33 horas após o crime.          

veja também