MENU

Vacinação acontece no sábado

Vacinação acontece no sábado

Atualizado: Quarta-feira, 11 Agosto de 2010 as 4:04

A Cidade do Recife comemorou ontem os 30 anos da primeira campanha de vacinação contra a poliomielite, também conhecida como “paralisia infantil”. Iniciadas em 14 de junho de 1980, as campanhas foram fundamentais para erradicar a doença, cujo último caso em Pernambuco foi registrado há 23 anos. Já está marcado para o próximo sábado o início da segunda fase da vacinação deste ano. A Secretaria de Saúde estima que pelo menos 95% das 108 mil crianças de zero a cinco anos que vivem na Capital serão imunizadas.

Segundo o secretário de Saúde do município, Gustavo Couto, o combate à poliomielite é um exemplo de política pública bem sucedida e que deve ser continuada. “Queremos reforçar que só eliminamos os casos porque houve uma mobilização da sociedade em resposta ao chamado do poder público. Estamos esse ano disponibilizando 140 mil doses da vacina e fazemos um apelo para que os pais levem seus filhos ao posto de saúde mais próximo”, ressaltou. As “gotinhas” vão estar disponíveis de 14 de agosto a 14 de setembro em mais de 600 pontos, das 7h às 19h, no Recife.

Cerca de três mil profissionais de saúde já começaram a trabalhar na imunização. Até a sexta-feira eles vão atuar em 65 creches e escolas de ensino infantil da rede municipal de ensino, onde vão vacinar 16.451 alunos. A partir do sábado a campanha vai se deslocar para unidades de saúde da família, postos de saúde e policlínicas do Recife.

HOMENAGEM

Ontem também foi dia de premiar as pessoas que fazem parte da história do combate à poliomielite no Recife. Trinta crianças da creche Professor Albérico Dornelas Câmara foram vacinadas e o mesmo número de placas comemorativas foi entregue em uma cerimônia no Forte do Brum, no Bairro do Recife. Entre os homenageados estava a coordenadora da primeira campanha de vacinação, realizada em 1980, Madalena Oliveira. “Naquele ano tivemos 111 casos de paralisia infantil, dos quais 86% tinham acontecido antes da vacinação em massa. No ano seguinte o número desceu para 12”, lembrou.

  Postado por: Thatiane de Souza

veja também