MENU

Vacinação contra raiva em cães e gatos começa sábado em Salvador

Vacinação contra raiva em cães e gatos começa sábado em Salvador

Atualizado: Sexta-feira, 4 Novembro de 2011 as 8:25

Quem tem cães e gatos em casa deve levar os animais para tomar vacina contra a raiva em Salvador. A campanha começa sábado (5) e vai até o dia 14 de dezembro através da Secretaria Municipal de Saúde.

A vacina será oferecida durante a semana (segunda a sexta) nos postos fixos existentes nas unidades de saúde e aos sábados em postos extras montados nos bairros. (Veja lista abaixo).

Todos os cães e gatos a partir de três meses de idade e fêmeas paridas há mais de 15 dias devem tomar a vacina e os primovacinados (aqueles que receberam a dose inicial) devem receber uma segunda dosagem após 30 dias.

Segundo a Secretaria, a capital baiana tem população animal estimada em 200.070 cães e 49.692 gatos e espera-se vacinar, no mínimo, 80% deles, ou seja, 160.056 caninos e 39.754 felinos.

Veja o cronograma abaixo com postos extras aos sábados:

05/11 - Itapuã, Cajazeiras, Pau da Lima;

19/11 - Subúrbio Ferroviário, Liberdade, Itapagipe;

26/11 - Centro Histórico, São Caetano/ Valéria, Cabula/ Beirú;

03/12 - Brotas, Boca do Rio, Barra/ Rio Vermelho.

Horários dos postos:

Sábados - 8:00 às 16:00.

Segunda à Sexta: 8:00 às 12:00 e 13:00 às 17:00.

Raiva

A raiva é uma doença contagiosa e incurável causada por um vírus que pode afetar os animais mamíferos e os homens. A transmissão ocorre quando os vírus existentes na saliva do animal doente penetram no organismo através da pele ou de mucosas, por meio de mordidas, arranhões ou pela língua do animal.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a raiva mata anualmente 55 mil pessoas no mundo. No meio urbano, o cão é o maior transmissor da doença, seguido pelos morcegos.

Os sintomas da doença variam a depender da espécie animal, mas todos podem apresentar dificuldade para engolir, salivação abundante, paralisia das patas traseiras e mudanças de comportamento e dos hábitos alimentares.

O que fazer quando a pessoa for agredida por um animal?

Imediatamente após a agressão, limpar o local com água e sabão e desinfetar com álcool ou soluções iodadas;

Quando o animal agressor for cão ou gato deve-se observá-lo durante 10 dias;

Se neste período o animal morrer ou apresentar qualquer sintoma de raiva entre em contato com o CCZ (telefones: 3611-7309, 3611-7308 e 156);

Procure orientação médica nos postos de atendimento;

O que não se deve fazer:

- Mexer em animais desconhecidos, feridos, doentes; em fêmeas recém

paridas; em animais quando estiver se alimentando;

- Separar briga de animais;

- Tocar em morcegos vivos ou mortos;

- Criar animais silvestres;

O que se deve fazer:

- Vacinar anualmente os animais contra raiva;

- Não deixar o animal solto em via pública. Quando sair usar coleira e guia;

- Levar o animal regularmente ao médico veterinário;

- Observar o animal por 10 dias quando ele agredir uma pessoa;

- No caso de agressão por animais, procurar o serviço de saúde imediatamente;      

veja também