MENU

Veja o que ministros e líderes petistas disseram sobre a vitória de Dilma

Veja o que ministros e líderes petistas disseram sobre a vitória de Dilma

Atualizado: Segunda-feira, 1 Novembro de 2010 as 3:44

Veja o que disseram alguns ministros da equipe do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a vitória de Dilma Rousseff (PT).

Paulo Bernardo, ministro do Planejamento [foto]: "O presidente estava contente. Ele disse a ela: Parabéns, você foi uma guerreira. Você vai fazer um belo governo. Ela disse que o presidente a chamou para uma viagem. Então, ela vai tirar uns dias, de terça a sábado, para dar uma descansadinha e vai viajar com ele".

Alozio Mercandante (PT-PS), senador: "Foi pura emoção. Todo mundo comemorando essa festa democrática que é a eleição presidencial. Vamos trabalhar para criar um clima no Brasil de pluralidade. Construir base parlamentar para implementar as mudanças. É um sentimento de vitória, de comemoração, de celebração. Hoje é só festa, só comemoração, todo mundo veio aqui para agradecer o presidente Lula, que tem mais de 80% de aprovação popular e que elegeu a primeira mulher presidente da República. Ele vai continuar fazendo política, como ele disse. Vai trabalhar muito essa agenda de integração na América Latina".

Alexandre Padilha, ministro de Relações Institucionais: "O presidente reforçou a confiança que tem nela [Dilma], de que ela é a pessoa mais preparada para dar continuidade ao atual governo. Estava muito emocionado, ele e a dona Marisa, e com o sentimento de que não só vai terminar o governo com cabeça erguida, como vai entregar para as boas mãos que ele sempre quis entregar. Até o final do governo, queremos entregar para a presidente Dilma um país ajustado como ele está. Deixar uma herança do bem, muito diferente do que recebemos em 2003".

Marco Aurélio Garcia, assessor da Presidência para Assuntos Internacionais: "Foi muito emocionante. Todos nós estávamos muito emocionados. Tenho impressão que vai [viajar com Lula para a África]. Na verdade, a África é uma parada para o G-20. Evidentemente, o presidente tem todo o interesse de que a presidente Dilma esteja nas reunõies multilaterais. Teremos a reunião do G-20, onde vamos discutir guerra cambial entre outras coisas. Depois vai haver o Mercosul. Vamos ter reunião da Unasul, na Guiana, e vamos ter a reunião sobre o clima, que é a COP-16 no México. É um bom procedimento quando há uma eleição a presidente eleita participar das viagens. Muitos presidentes telefonaram para a Dilma. Ela já falou com a presidente Cristina. Falou com a Marina. Recebeu mensagem escrita do presidente Sarkozy".

Orlando Silva, ministro do Esporte: "Dilma falou como chefe de Estado do Brasil. Uma mulher digna, que representar muito bem este país".

veja também