Velório coletivo reúne 20 das 26 vítimas de acidente em SC

Velório coletivo reúne 20 das 26 vítimas de acidente em SC

Atualizado: Domingo, 6 Março de 2011 as 12:26

Um velório coletivo reúne desde o começo deste domingo (6) parentes e amigos de 20 das 26 vítimas do acidente com um ônibus na BR-282, em Santa Catarina. Os corpos estão sendo velados no pavilhão da Sociedade Esportiva Tiradentes, em Linha Salto, interior de Santo Cristo (RS). O governador do estado, Tarso Genro, foi à comunidade para prestar solidariedade às famílias das vítimas. Uma multidão lota o local.

Alguns caixões estão lacrados, devido à gravidade do acidente. Uma estrutura completa com ambulâncias, médicos, enfermeiros foi montada para dar atendimento às famílias.

O enterro está previsto para ocorrer ao meio-dia e, na sequência, será realizada uma missa.

Mobilização

No cemitério de Linha Salto foi grande a mobilização de voluntários durante toda a tarde do sábado (5) para a construção de sepulturas. “A gente sempre está à disposição para tudo, para dar uma mão para quem precisa”, disse um dos voluntários.

saiba mais 'Acordei caída em um barranco', diz vítima de acidente em SC Prefeitura no RS decreta luto oficial após 26 mortes em acidente em SC Veja fotos de acidente que matou mais de 20 pessoas em SC Por volta das 21h, os primeiros corpos chegaram a funerárias de Santa Rosa e, aos poucos, foram liberados para o velório no interior de Santo Cristo. Os primeiros caixões chegaram ao ginásio próximo das 22h do sábado.

A naturóloga Dirce Maria Kramer perdeu o irmão no acidente. Ela diz que sonhou com ele no momento da batida. “Ele se apresentou para mim no sonho e colocou a mão no ombro de um amigo nosso e falou assim: ‘esse cara eu confio, pode delegar tudo para ele que ele vai fazer tudo o que a gente precisa’. Eu não entendi nada”, relata.

“Aí a gente começou a ligar para os hospitais, buscamos informações, ninguém passou informações para nós, um ia transferindo para o outro e assim por diante. Nem meia hora depois de a gente ter feito esse contato com o hospital, a pessoa que o meu irmão me apresentou no sonho foi a primeira pessoa que ligou para mim hoje”, conta Dirce.

“É insuportável, é inexplicável, fora de série... Para mim, isso foi um choque. A gente não tem nem palavras, é triste”, disse o caminhoneiro Azevedo Zimermann, que veio com a esposa de Marechal Cândido Rondon (PR), onde o grupo iria passar o fim de semana.

Alguns sobreviventes foram liberados do hospital e já estiveram no velório.

Acidente

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um caminhão carregado de madeira bateu de frente com um ônibus na região de Descanso (SC). O ônibus seguia para Marechal Cândido Rondon, Oeste do Paraná, onde parte dos passageiros participaria de um evento esportivo de bolão – um esporte típico da região e semelhante ao boliche.

Os passageiros do ônibus eram, na sua maioria da comunidade Linha Salto, localidade do interior de Santo Cristo. A prefeitura de Santo Cristo decretou luto por três dias. O prefeito da cidade, José Luís Sezer, seguiu de avião para o local do acidente, acompanhado de outras autoridades, como o secretário de saúde e o delegado de polícia.

Histórico

Em outubro de 2007, outra tragédia aconteceu na mesma BR-282, também perto de Descanso, matando 27 pessoas. Na ocasião, um ônibus que viajava de Chapecó (SC) para São José do Cedro (SC) com cerca de 40 pessoas, chocou-se com uma carreta.

O ônibus e a carreta atingiram outro caminhão, e os três veículos caíram em uma ribanceira. Duas horas depois, outro caminhão acabou atingindo os veículos parados na pista, inclusive as equipes de resgate.     Do G1, com informações da Globo News

veja também