MENU

Vera Cruz: polícia encontra corpo de menina desaparecida e prende mãe acusada do crime

Vera Cruz: polícia encontra corpo de menina desaparecida e prende mãe acusada do crime

Atualizado: Terça-feira, 10 Agosto de 2010 as 4:39

Policiais da 24ª delegacia de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, encontraram no final da tarde desta segunda-feira (9) o corpo Janaína Santana de Jesus, de apenas cinco anos, em um manguezal da região, nas proximidades da praia da Gameleira. Segundo informações do delegado Lúcio Ubiracê Gomes, a mãe da criança, Rita de Cássia Santana Silva, foi presa em flagrante por ser a principal suspeita de ter cometido o crime. Rita apareceu na delegacia da cidade no último sábado dizendo à polícia que a filha havia sido sequestrada e morta por traficantes.

A partir de então os policiais começaram as buscas e encontraram o corpo da menina com sinais de violência. Havia hematomas nos olhos, que estavam projetados para fora do globo ocular como se a criança tivesse sido estrangulada. Ainda segundo o delegado, nas proximidades do corpo foram encontrados materiais usados em rituais de magia negra. Rita, segundo o delegado, tem apresentado um comportamento confuso desde que se apresentou à polícia pedindo socorro. Nas palavras de Ubiracê "ela aparenta estar em meio a uma crise mental, mas não podemos descartar a possibilidade de que ela esteja fingindo para se livrar do flagrante. Por isso achei por bem decretar a prisão preventiva até que a perícia apresente as conclusões sobre a causa da morte da criança e sobre o quadro de sanidade mental da suspeita".

O corpo da menina foi encaminhado ao Instituto Médico legal de Santo Antônio de Jesus e o delegado pretende entrar em contato com os peritos no final da tarde para verificar se já há uma definição da causa da morte de Janaína. Rita está sendo considerada suspeita da morte da própria filha pela polícia pois mentiu em depoimento, dizendo que havia chegado à ilha no sábado, quando testemunhas afirmam que a viram junto à criança já na sexta. Além disso, ela era a única pessoa em companhia da menina antes do desaparecimento. A polícia intimou o pai da criança, Ivo de Jesus, para que ele preste depoimento ainda nesta terça-feira. Ivo é policial militar e serve na 35ª Companhia Independente da Polícia de Salvador, na região do Iguatemi. Ele teve a filha com Rita de Cássia em uma relação extra-conjugal e atualmente pagava pensão alimentícia à menina.  

Postado por: Thatiane de Souza

veja também