MENU

Vereadores e Cetesb fazem vistoria no Shopping Center Norte

Vereadores e Cetesb fazem vistoria no Shopping Center Norte

Atualizado: Sexta-feira, 23 Setembro de 2011 as 1:53

Vereadores da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de São Paulo participaram de uma vistoria da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) no Shopping Center Norte, na Zona Norte da capital, na manhã desta sexta-feira (23). O grupo foi verificar como está o sistema para retirar o gás metano acumulado há décadas no terreno, que era usado como depósito de lixo. Os vereadores e os técnicos da Cetesb andaram pelos corredores do shopping e visitaram poços de medição, onde constataram a presença do gás.     O Center Norte foi incluído na Lista de Áreas Contaminadas Críticas da Cetesb na semana passada. De acordo com a assessoria de imprensa do estabelecimento, oito equipamentos para drenar o gás vão ser instalados no local, mas não informaram quando eles devem começar a funcionar. Segundo a assessoria, o shopping está seguindo o cronograma combinado com a Cetesb.

O shopping deve pagar uma multa diária de R$ 17.450 até o dia 30 de setembro por não ter instalado o sistema de drenagem do gás. Apesar de já ter sido notificado das multas, a administração do Center Norte afirmou que ainda não recebeu as guias para o pagamento.

Reflexo nas vendas

Nesta quinta-feira (22), os lojistas disseram ao G1 que a divulgação do caso já reflete nas vendas. “Na terça-feira foi horrível. A gente sentiu um vácuo, o estacionamento ficou muito vazio. No fim de semana não percebemos, tinha muita gente”, conta Antônio Nascimento, gerente de uma loja de cosméticos. Ele trabalha no shopping desde a inauguração, na década de 80, e diz que já sabia que o empreendimento havia sido construído sobre um lixão. “A gente sempre comenta sobre isso.”

Angra dos Santos Durães, responsável por uma loja de roupas femininas, confirma a redução do número de clientes nos últimos dias. “Deu uma reduzida, sim. Ontem havia pouquíssimas pessoas no shopping. Quando a notícia se espalhar, com certeza vai afetar o movimento”, afirma. Ela e outros lojistas contam que o shopping distribuiu uma circular que garante que o metano não é um gás tóxico.

veja também