MENU

Vídeo reforça suspeita de suborno no Distrito Federal

Vídeo reforça suspeita de suborno no Distrito Federal

Atualizado: Quarta-feira, 10 Fevereiro de 2010 as 12

Um vídeo que está sendo periciado pela Polícia Federal reforça a suspeita de que o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), ofereceu R$ 1 milhão para uma testemunha depor a favor dele no inquérito do mensalão do DEM, informa reportagem de Fernanda Odilla, publicada nesta quarta-feira, dia 10, pela Folha.

Segundo a reportagem, na gravação, um ex-secretário do Distrito Federal, próximo ao governador, afirma ter ouvido Arruda dizer que precisava da "ajuda" da testemunha, o jornalista Edson Sombra.

Sombra gravou o vídeo e o entregou à PF afirmando ser prova da tentativa de suborno por parte do governador.

O ex-secretário de Comunicação Weligton Moraes aparece no vídeo conversando com Sombra sobre o repasse de R$ 1 milhão em troca de um depoimento favorável a Arruda. No diálogo, o jornalista comenta com Moraes que temia ser alvo de "armação" de Arruda e pergunta se o ex-secretário levou a preocupação ao governador.

A Folha informa que Moraes conta que Arruda afirmou não existir armadilha. "Eu é que preciso dele. Estou indo atrás dele porque preciso de ajuda", disse o governador, segundo relato de Moraes no vídeo.

A assessoria de Arruda disse não ter o que comentar sobre o diálogo. Reiterou se tratar de armação e negou a participação dele na tentativa de suborno.

veja também