MENU

Vigilância Sanitária faz fiscalização em hospital com rachaduras

Vigilância Sanitária faz fiscalização em hospital com rachaduras

Atualizado: Quinta-feira, 6 Outubro de 2011 as 11:10

Funcionários denunciaram existência de

rachaduras no local (Foto: Reprodução / Tv Globo)

  Agentes da Vigilância Sanitária fazem nesta quinta-feira (6) uma fiscalização no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, na Ilha do Fundão, no Rio. De acordo com a Secretaria estadual de Saúde, a ação tem como objetivo verificar as condições do centro cirúrgico da unidade. Funcionários denunciaram na segunda-feira (3) a existência de várias rachaduras no local.

Na terça-feira (4), por causa de uma vistoria realizada por engenheiros da Coordenação dos Programas de Pós-Graduação de Engenharia (Coppe/UFRJ), 22 cirurgias chegaram a ser adiadas. Uma outra vistoria, dessa vez da Secretaria municipal de Saúde e Defesa Civil, indicou que as rachaduras não oferecem qualquer risco à estrutura do prédio.

Rachaduras

Imagens feitas por um funcionário mostram uma imensa fenda aberta no chão, na parede e no teto do centro cirúrgico da unidade. As fissuras podem ser vistas no 9º (enfermaria), 12º (centro cirúrgico) e 13º andares (residência médica). Quem trabalha no hospital conta que as rachaduras aumentam desde o fim do ano passado, quando parte da unidade foi implodida .

"As rachaduras vêm aumentando constantemente e ninguém dá uma resposta com relação à segurança de uma possível queda do prédio. Dentro do centro cirúrgico tem um local que dá para ver o prédio do outro lado do CCS e todo o campus universitário pela fenda, e pelo chão do centro cirúrgico dá para ver a rua", disse um funcionário.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o surgimento de fissuras e aumento do espaço de dilatação foram considerados normais, por causa do histórico recente da implosão da Ala Sul. As fissuras foram monitoradas durante 108 dias e, segundo engenheiros, não oferecem risco e não alteram a rotina de funcionamento do hospital.          

veja também