Vigilância Sanitária interdita cinco laticínios em MG

Vigilância Sanitária interdita cinco laticínios em MG

Atualizado: Terça-feira, 1 Junho de 2010 as 9:06

A Vigilância Sanitária de Borda da Mata (MG) interditou cinco laticínios que atuam no município. Várias irregularidades foram encontradas.

Para voltar a funcionar, um dos estabelecimentos deve passar por adaptações como a troca de piso e a compra de um pasteurizador. ''Eu sabia que estava errado. O que precisar fazer, a gente vai ter de fazer'', disse o dono da empresa.

Em outros três laticínios, não há pasteurizadores ou eles são inadequados. ''A pasteurização é um processo térmico que mata todas as bactérias que causam doenças na população e mantém as propriedades do leite intactas'', comentou a veterinária Josefina Pinto.

O relatório do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) identificou os problemas. A fiscalização do instituto foi feita na semana passada, atendendo a uma solicitação do Ministério Público. A medida foi tomada depois que foi constatada a presença de água oxigenada no leite.

Há duas semanas, ocorreu a primeira interdição de um laticínio na cidade, que fornecia leite para uma creche municipal. Um teste mostrou a presença de água oxigenada na bebida. O dono foi preso. Depois, a prefeitura começou a comprar leite de outra marca, que também foi reprovada nas análises.

Os donos dos cinco laticínios firmaram um acordo com o Ministério Público. Eles podem voltar a fabricar queijo e leite assim que forem verificadas as adequações sanitárias.''Nós vamos avisar as vigilâncias sanitárias dos municípios vizinhos para que esses produtos sejam retirados'', afirmou o coordenador da Vigilância Sanitária de Borda da Mata, Denys Borges.

veja também