MENU

Vinte comunidades do Rio testam sistema de sirenes contra temporais

Vinte comunidades do Rio testam sistema de sirenes contra temporais

Atualizado: Domingo, 3 Julho de 2011 as 9:36

Vinte comunidades do Rio de Janeiro, todos com o Sistema de Alerta e Alarme para chuvas fortes já instalados, fazem simultaneamente na manhã de domingo (3) o exercício simulado de desocupação. Assim que as sirenes forem acionadas, os moradores das áreas de risco, com o auxílio de agentes comunitários e de voluntários, devem deixar suas casas e se dirigir a um dos locais seguros pré-definidos pelo município.

Cerca de 800 agentes públicos e 1.300 voluntários, sendo 800 alunos de escolas municipais, vão orientar à população sobre as rotas de acesso aos pontos de apoio. Nas 20 comunidades residem aproximadamente 8 mil famílias em áreas de risco e existem 92 pontos de apoio. Igrejas e escolas de samba estão entre os locais selecionados como seguros.

O subsecretário municipal de Defesa Civil, Márcio Motta, explicou como funcionará o treinamento e ressaltou a importância da participação dos moradores.

- O grande desafio é fazer chegar a informação gerada pelos técnicos, pelos sistemas e pelos radares até a ponta. Dessas 20 comunidades que participarão do exercício, a intenção é que o morador, ao ouvir a sirene e ao ser abordado por um agente público ou um voluntário identificado, saia de sua casa e se dirija até um ponto de apoio seguro.

A instalação do Sistema de Alerta e Alarme começou em janeiro, com a implantação de um conjunto de sirenes no Morro do Borel, na Tijuca, comunidade com alto risco de deslizamento. O sistema é acionado caso a Defesa Civil e o Alerta-Rio identifiquem que as chuvas chegaram a níveis críticos nestes locais.

  A previsão da prefeitura é instalar os equipamentos em 60 comunidades mapeadas pela Geo-Rio. O sistema conta também com aparelhos celulares cedidos aos agentes e lideranças da prefeitura, que recebem SMS (torpedos) com alertas em caso de ocorrências de chuvas. Além dos celulares, os agentes e líderes comunitários também receberam um relatório fotográfico da sua área e uma cartilha com orientações.  

As comunidades que participarão do exercício simulado de desocupação neste domingo são: Borel (Tijuca), Morro dos Macacos (Vila Isabel), Morro da Formiga (Tijuca), Morro da Liberdade (Tijuca), Matinha (Rio Comprido), Bispo (Rio Comprido), Morro da Chacrinha (Tijuca), Morro da Cachoeira Grande (Lins de Vasconcelos), Morro da Cotia (Lins de Vasconcelos), Santa Terezinha (Lins de Vasconcelos), Dona Francisca (Lins de Vasconcelos), Vila Cabuçu (Lins de Vasconcelos), Barro Preto (Lins de Vasconcelos), Nossa Senhora da Guia (Lins de Vasconcelos), Morro da Cachoeirinha (Lins de Vasconcelos), Arrelia (Andaraí), Morro do Encontro (Engenho Novo), Rocinha, Barão (Praça Seca) e Sítio do Pai João (Itanhangá).

Quem quiser ser voluntário pode procurar a Defesa Civil Municipal ou ligar para o telefone 199.            

veja também