MENU

Violência muda perfil de quem aluga blindados no RJ, dizem locadoras

Violência muda perfil de quem aluga blindados no RJ, dizem locadoras

Atualizado: Terça-feira, 30 Novembro de 2010 as 4:19

A onda de violência e as ações policiais vistas desde a última semana na cidade do Rio de Janeiro têm mudado o perfil de quem aluga carros blindados na cidade, segundo responsáveis por locadoras. Agora há mais clientes que moram no Rio. “Nossas locações aumentaram mais de 100%, mas observamos que a demanda é do pessoal daqui mesmo, que já tinha o hábito de alugar carros, mas que prefere agora pagar um pouco mais na locação e sair com um blindado”, observa o diretor comercial da Barra Vip Car, Diego Magna.

Apesar de os meses de novembro e dezembro serem tradicionalmente positivos para o setor, foram os eventos recentes que estimularam o aumento da demanda por automóveis blindados. De acordo com empresas consultadas pelo G1 , a mudança do tipo de cliente compensou a defasagem notada na última semana pelo turismo corporativo.   Segundo o diretor da Barra Vip Car, normalmente a empresa aluga, em média, quatro carros por semana. Com o conflito na cidade, o volume passou a ser de 20 carros por semana. “Temos agora muito carro alugado para o mês, Os contratos mensais representam hoje a metade da nossa frota”, destaca Magna.   Com todos os carros disponíveis alugados, a saída encontrada pela empresa para não perder a oportunidade de crescimento do negócio foi alugar veículos blindados de terceiros. “Pegamos carros de outras locadoras e até de pessoa física para ajudar”, afirma o diretor comercial. “A demanda interna compensou porque a previsão é de o turismo cair.”

Outra locadora que constata a mudança de perfil dos clientes é a Total Security. A empresa carioca viu subir a demanda por sedãs como Corolla e utilitários da marca Land Rover. “Com esse problema na cidade, notamos que a procura dobrou”, ressalta a responsável pela frota da empresa, Denise da Matta.

Pedidos cancelados

Se por um lado o negócio melhorou, por outro, quem depende do turismo corporativo viu os pedidos de aluguéis despencarem. É o caso da Executive Aluguel de Carros. Somente nesta terça-feira (30), quatro pedidos foram cancelados. Nos dias mais tensos do conflito entre traficantes e polícia, o telefone da empresa nem sequer tocou.

“Ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, a violência não é um grande negócio para nós. Com essa instabilidade e as pessoas assustadas, há muito cancelamento de reuniões. As empresas não permitem que os executivos venham”, observa o diretor da Executive, André Toviansky.

Toviansky aguarda agora que, com as férias, famílias passem a procurar mais os modelos blindados para deslocamentos até o aeroporto, por exemplo. “Acreditamos que as pessoas que não são clientes tradicionais de blindados ajudem a recuperar o movimento.”

Vans blindadas ganham espaço

A Blindaquo Locação de Veículos notou duas mudanças significativas no perfil dos negócios: o aumento dos mensalistas e a alta procura por transfer blindado. De acordo com a diretora geral da empresa, Elana Viana de Araújo, vans blindadas saem todos os dias da empresa para buscar ou levar pessoas nos aeroportos da cidade. “A demanda aumentou em cima disso”, afirma. A média de vendas da Blindaquo era de 10 a 12 carros alugados por semana. Hoje, ela trabalha com a média de 23 veículos alugados por semana.    

veja também