MENU

Acordo com HTC pode ser estendido a outros fabricantes, diz Ballmer

Acordo com HTC pode ser estendido a outros fabricantes, diz Ballmer

Atualizado: Quinta-feira, 29 Abril de 2010 as 12

A Microsoft anunciou hoje um acordo com a HTC sobre patentes relacionadas ao Android, sistema operacional de código aberto para smartphones desenvolvido pelo Google. O acordo prevê que a HTC pague royalties à Microsoft por usar patentes da empresa de software em celulares Android.

Em evento realizado hoje na Universidade de São Paulo (USP), Steve Ballmer, CEO da Microsoft, afirmou que esse acordo pode ser estendido  a outros fabricantes. "Se o acordo com a HTC foi fechado, é porque tanto a Microsoft como a HTC entendem que as patentes são válidas. Por isso, é razoável supor que outros fabricantes de celulares com Android possam optar por acordos semelhantes com a Microsoft", afirmou o executivo. Ballmer não citou quais seriam os recursos do Android englobados pelas patentes da Microsoft.

Disputa

Rivais em diversas áreas do mundo da tecnologia, Microsoft e Google competem também em smarpthones. A aposta do Google é o Android, sistema desenvolvido em regime de código aberto e usado em celulares de diversos fabricantes, como HTC, LG e Motorola. Já a Microsoft adota a plataforma Windows Phone 7, nova versão do Windows Mobile. 

Palestra

Ballmer está de passagem pelo Brasil e fez hoje uma palestra na Universidade de São Paulo. O tema foi a computação em nuvem. Ballmer enfatizou os benefícios da computação em nuvem, na qual os serviços e programas são hospedados na internet, em vez de na máquina dos usuários. "A computação em nuvem traz muitos benefícios na área profissional, mas também vai aprimorar as interações sociais. Um exemplo disso é a possibilidade de jogar uma partida de um game de futebol com um amigo de outro país e ver suas reações em vídeo", exemplificou.O acordo é polêmico porque parte do princípio de que alguns dos recursos do Android, sistema de código aberto baseado em Linux que tem no Google seu principal desenvolvedor, são de propriedade da Microsoft.

Por: André Cardozo

veja também