MENU

Análise de Test Drive Unlimited 2, muita velocidade em um cenário paradisíaco

Análise de Test Drive Unlimited 2, muita velocidade em um cenário paradisíaco

Atualizado: Quinta-feira, 24 Março de 2011 as 2:52

Nome: Test Drive Unlimited 2

Gênero: Corrida

Distribuidora: Atari

Plataformas: Xbox 360 / PS3 / PC     Uma das franquias mais populares do gênero está de volta, Test Drive Unlimited 2 foi lançado trazendo alguns de seus elementos de sucesso aliados a muita inovação. Confira na análise completa que o TechTudo preparou para você:

Percorrendo um paraíso

O enredo de Test Drive Unlimited 2 é baseado na história de seu personagem (do sexo feminino ou masculino), que deixa de ser um simples motorista para se tornar um piloto profissional, conqusitando fama e milhões de dólares. Todo o enredo se passa na ilha paradisíaca de Ibiza, e para retratar o ambiente com perfeição o cenário foi desenvolvido levando em consideração as estradas originais da região. Isso foi possível graças a um sistema de mapeamento via satélite, que inclusive atrasou algumas vezes o lançamento do game.

A intenção da Atari em adicionar um enredo complexo no jogo acabou decepcionando bastante. Além da história não ser nada convincente, as excessivas animações acabam com a paciência de qualquer jogador, pois são longas e desnecessárias. Sem contar que, em algumas momentos, elas não fazem sentido algum, como na ocasião em que é preciso assistir a preparação de um programa de TV.

Test Drive Unlimited 2 inova a franquia ao apresentar elementos de outros jogos de sucesso, como o mundo livre característico de GTA e NFS , além da necessidade de se obter licenças para pilotar em determinadas categorias, como em Gran Turismo 5 . Entretanto, essas inovações não surtiram o efeito esperado e acabaram se tornando uma parte chata do jogo. Primeiro porque é entediante percorrer quilômetros até alcançar um determinado objetivo, e depois pela necessidade de adquirir todas as carteiras, já que é preciso realizar provas e mais provas para conseguir ingressar em uma nova categoria.

Em compensação, depois de passar todas essas provas para adquirir seu passe, você pode usufruir de diversos modos de jogo, desde simples corridas, até verdadeiros rallys em meio a muita terra e lama. Lógico que graficamente isso tudo fica longe de clássicos do gênero, mas falaremos dos gráficos depois.

O que também motiva bastante o jogador são os torneios formados por diferentes provas, que ao final, geram uma pontuação. O melhor colocado fatura uma grana e a partir daí pode realizar upgrades em seu carro ou adquirir novas máquinas. E acredite, são verdadeiras máquinas, uma vez que o jogo faz questão de colocar apenas os melhores carros das principais montadoras como Ferrari, Lamborguini, Mercedes , etc.

Para aqueles que acompanham a série desde os primeiros títulos, a presença de elementos da boa e velha jogabilidade é notável. Porém, na hora de inovar é que acontecem os deslizes, pois a mecânica de controle manual é um verdadeiro teste para a sua paciência. Os carros deslizam facilmente quando a pista está seca, e quando chove, eles simplesmente não conseguem seguir em linha reta, aquaplanando a todo momento.

Entretanto, quando o jogo mantém alguma de suas opções no automático (como o controle de tração) a jogabilidade fica mais simples e a diversão aumenta. Infelizmente este é um típico jogo onde a busca pela perfeição não foi alcançada, e sua melhor arma continua sendo apelar para alguns meios artificiais.

A sensação de velocidade que Test Drive Unlimited 2 tenta recriar também não é nada natural. Por mais que seu carro esteja acima de 250 km/h em uma estrada, a sensação é de que ele continua a uma velocidade média de 100km/h. Vale lembrar que o jogo não roda a 60 quadros por segundo, como os principais títulos da categoria: Gran Turismo 5 e Forza 3 .

Conforme foi dito no começo do texto, Test Drive Unlimited 2 é ambientado na ilha paradisíaca de Ibiza. Como era de se esperar, o visual do game impressiona com pistas bem definidas e carros muito bem desenhados, tanto nas câmeras externas, quanto na visão de dentro do cockpit do veículo.     No entanto, devemos ressaltar que as construções da cidade são bem simples. A Atari alegou que o cenário teve que ser fantasioso em determinados pontos para preservar a segurança dos moradores e também para facilitar o término do desenvolvimento do jogo, uma vez que levaria muito mais tempo se todos os detalhes fossem idênticos a ilha de verdade.

O que chama a atenção é que você não vê pessoas circulando pelas ruas. Tudo bem, o jogo possui elemento de GTA , mas não deve ser levado ao pé da letra para a prática de “boliche de pedestres”. Entretanto a sensação é de uma cidade vazia e sem agitação, coisa que está longe da realidade de Ibiza, que recebe diariamente turistas de todas as partes do mundo.

Esse talvez seja o grande atrativo do game. O modo online se integra perfeitamente com o modo carreira, fazendo com que você tenha um cÍirculo de amigos e crie a todo momento competições para serem disputadas entre eles. Ele também permite que você desafie oponentes de todo o mundo sem que eles sejam necessariamente do seu grupinho de amigos.

O modo consegue rodar de forma bem estável, apesar de grande volume de informações a todo momento. É possível notar uma pequena queda de quadros por segundo em corridas mais longas, entretanto, nada que faça você desistir de competir com outros adversários através da rede.

Test Drive Unlimited 2 divide as opiniões quando o assunto é a jogabilidade. Para os acostumados com jogos como Gran Turismo 5 e Need For Speed , o game peca no excesso de realismo e acaba trazendo uma mecânica bem artificial no controle dos carros, já para os fãs da série, o novo título continua agradando. A parte gráfica também oscila em apresentar um gigantesco mundo virtual com carros e pistas bem desenhadas, enquanto alguns elementos externos, como prédios e outras construções, são simples demais. Mas no final das contas, Test Drive Unlimited 2 agrada aqueles que procuram diversão, principalmente em seu modo online.      

veja também