MENU

Apple investe US$ 3,9 bilhões em displays com Tecnologia IPS

Apple investe US$ 3,9 bilhões em displays com Tecnologia IPS

Atualizado: Terça-feira, 8 Fevereiro de 2011 as 1:17

Empresa tem acordo com a LG para fornecer a tela retina display que usa IPS. A Apple investirá 3,9 bilhões de dólares para atender à demanda pelo fornecimento de um número limitado de pequenos e médios displays para smartphones e tablets. A empresa tem um acordo com a LG Display para fornecer a tela retina display, que usa a avançada tecnologia in-plane switching (IPS).

A tecnologia IPS é responsável pela maior estabilidade da imagem na tela, mesmo quando tocada. Além disso, o painel possui um ângulo de visão superior ao encontrado em produtos convencionais e chega a atingir 178º, o que elimina a refração e produz cores consistentes, independente do ângulo de visão. Isso significa que não há alteração na qualidade da imagem, quer seja o painel visualizado de frente ou dos lados.

O tablet da Apple ficou famoso pela qualidade das imagens na tela, que são muito precisas. O aparelho usa um painel de 9.7", com IPS e LED (Light Emitting Diode) Backlight Unit (BLU). Os principais diferenciais competitivos de tablets e smartphones são o display e o touchscreen. Com o ingresso de vários tablets no mercado, a competição por acessórios originais está se tornando cada vez maior e é por isso que a Apple vem buscando assegurar o fornecimento de telas com tecnologia avançada.

Segundo especialistas, a maior inovação da tecnologia IPS é o alinhamento horizontal das moléculas de cristal líquido. É esse aprimoramento que torna possível controlar as alterações normais de luz e cor. Uma das principais vantagens da tecnologia é o rápido tempo de resposta do cristal líquido, que garante uma conversão de luz e cor muito mais suave em cada ponto da tela. É assim que a tecnologia IPS reduz a retenção de imagens em cenas dinâmicas e consegue sempre exibir movimentos perfeitos e fluidos, como em cenas de corridas de carro ou tiros disparados de um avião.   Por Francine Machado    

veja também