MENU

Apple revela nova versão do sistema operacional do iPhone

Apple revela nova versão do sistema operacional do iPhone

Atualizado: Quinta-feira, 8 Abril de 2010 as 12

A Apple revelou nesta quinta-feira, dia 8, o iPhone OS 4, a nova versão do sistema operacional do celular da empresa, do iPod touch e do iPad que será lançado para download na metade de 2010. O anúncio foi feito por Steve Jobs em evento realizado na cidade de Cupertino,nos EUA, que mostrou as novas funções que os aparelhos receberão com o sistema.

Jobs revelou que o iPhone OS 4 terá 100 novas funções para os usuários. Entre eles, zoom digital de 5x para fotos e vídeos, melhor foco das imagens ao fotografar ou filmar, a possibilidade de mandar aplicativos de presente para amigos, papel de parede para a tela inicial e compatibilidade com teclados Bluetooth.

A grande novidade, contudo, é que o iPhone poderá rodar diversos aplicativos simultaneamente. Jobs demonstrou a função ao abrir o aplicativo Mail. Em uma das mensagens, ele clicou em um link, o que abriu o navegador Safari. Após a visualização, basta clicar duas vezes no botão Home do aparelho para uma janela aparecer e mostrar todos os aplicativos que estão rodando no momento.

De acordo com Jobs, o motivo de não ter incluído a multitarefa nas primeiras versões do sistema operacional foi por conta do alto consumo de bateria. A empresa descobriu um meio de salvar o estado dos aplicativos, permitindo que o usuário retorne ao mesmo ponto quando o fechou, evitando gastar energia em excesso. Desse modo, ao jogar um game, por exemplo, o jogador pode acessar o programa de e-mail e retornar à partida sem perder nenhum dado.

Por conta da função multitarefa, os usuários poderão escutar rádios on-line no iPhone ou no iPod touch e realizar outras tarefas como navegar pela internet, por exemplo. Até o momento, não era possível ouvir rádio on-line e realizar outra tarefa simultaneamente.

O aplicativo do Skype também recebeu melhorias com a multitarefa. É possível atender a chamadas enquanto se realiza outras tarefas no aparelho. Uma notificação aparece na tela quando o usuário recebe uma chamada ou mensagem do aplicativo. Ao sair do Skype, ele continua ligado e a barra superior do iPhone muda de cor, avisando que o programa está ativo.

A função multitarefa permite que programas de localização por GPS se mantenham ativos. Aplicativos como o TomTom poderão indicar ao usuário onde ele está e o caminho a seguir enquanto se escuta música, por exemplo. Entretanto, o uso do GPS do aparelho consome uma quantidade significativa da bateria. Por conta disso, outros aplicativos que utilizam a localização do usuário como o Loopt, usarão a localização por meio da triangulação das antenas de telefonia celular. Um pequeno ícone aparece na barra superior do iPhone, mostrando que um aplicativo que utiliza o GPS está em uso.

Steve Jobs apresentou uma nova função do iPhone OS 4 chamado de “Folders”. De acordo com o CEO da Apple, a grande quantidade de aplicativos que o usuário pode colocar no celular pode confundir os usuários. Para isso, eles podem organizar os aplicativos dentro de pastas específicas, basta arrastar os programas para dentro delas. Para acessar o programa dentro de uma pasta, basta clicar nela e, em seguida, no aplicativo desejado. O usuário poderá ter quantas pastas desejar. Antes da mudança, era possível ter até 180 programas no iPhone. Agora, com o “Folders”, é possível ter até 2.160.

Uma novidade que Jobs destacou no evento é a possibilidade de ter papéis de parede na tela inicial, ou seja, onde se encontram os aplicativos. O usuário poderá incluir qualquer foto ou imagem. Ela poderá, ainda, ser igual ou diferente da tela de abertura do telefone, quando ele está travado.

No novo sistema operacional, o programa Mail unificará as caixas de mensagens. Desse modo, quem possui contas de e-mail no Yahoo, no Gmail e no Exchange, por exemplo, poderá visualizar todas em uma única janela, sem a necessidade de mudar de caixa.

O novo sistema operacional também suporta o iBooks, permitindo que usuários do iPhone tenham acesso aos livros eletrônicos do iPad, e vice-versa.

veja também