MENU

'Apps' para Facebook geram 200 mil empregos nos EUA, diz estudo

'Apps' para Facebook geram 200 mil empregos nos EUA, diz estudo

Atualizado: Segunda-feira, 19 Setembro de 2011 as 4:19

'The Sims Social', aplicativo para o Facebook:

mercado de US$ 15 bi (Foto: Divulgação)

  A criação de jogos e aplicativos para o Facebook ajudou a criar mais de 200 mil empregos nos Estados Unidos, com uma contribuição total de até US$ 15 bilhões anuais para a economia do país. A estimativa é de um estudo publicado nesta segunda-feira (19) pela Universidade de Maryland , nos EUA.

De acordo com o estudo, empresas americanas como a Zynga, criadora do jogo social Farmville, empregam 53 mil pessoas diretamente. O impacto do valor gerado por estas companhias, que surgiram na cola do ecossistema de aplicativos criados para a rede social de Mark Zuckerberg, é responsável por mais 182 mil empregos indiretos no país.

O boom no desenvolvimento de jogos e programas complementares ao Facebook criou empregos adicionais em empresas que fornecem serviços para os desenvolvedores, além de aumentar nos gastos domésticos das famílias dos funcionários.

Baseado no salário médio dos trabalhadores da indústria de desenvolvimento de softwares, a equipe do professor Il-Horn Hann, que assina o estudo feito em parceria entre a universidade e o Facebook, os pesquisadores estimam que o valor total que o ecossistema injeta na economia dos EUA está entre US$ 12,19 bilhões e US$ 15,71 bilhões.

O estudo não calcula ainda o valor adicionado que pode ser gerado pelo uso do Facebook para distribuir e promover conteúdo - com ferramentas como o botão "curtir", por exemplo - e com vendas e negócios gerados por anúncios na rede social. "O impacto econômico do Facebook vai além dos Estados Unidos", alerta ainda o estudo, que não levou em conta empresas que criam conteúdo para a rede mas que estão em outros países, como o Brasil.            

veja também