MENU

Apps precisam de padrões e dados abertos, diz Berners-Lee

Apps precisam de padrões e dados abertos, diz Berners-Lee

Atualizado: Quarta-feira, 15 Setembro de 2010 as 11:01

Sir Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web, abriu o segundo dia da Nokia World 2010 com um chamado aos desenvolvedores: ao criar aplicativos e serviços para aparelhos móveis, usem padrões, adotem dados abertos e respeitem a privacidade dos consumidores.

"As coisas estão constantemente em mudança. Movidas pela necessidade, por hardware, por ideias, pelo fato de fazer algo importante pela sociedade", disse Berners-Lee, em seu rápido discurso de meia hora. "Hoje, com serviços de localização no celular, os celulares sabem onde você está, mas o site, o aplicativo, também precisam desse conhecimento." O pai da rede também citou os esforços do W3C (World Wide Web Consortium) em criar guias para o futuro da criação desses tipos e serviços.

"Presença e localização é apenas a ponta do iceberg. Ao criar aplicativos para a web, fazer esse trabalho agora integrado, vamos ajudar o futuro. Imagine um celular que sabe mais sobre você, com dados médicos, sua condição cardíaca, por exemplo", afirmou Berners-Lee. "Localização é apenas uma especificação. Uma outra muito importante são os dados na rede, que precisam ser abertos e conectados. E ocorrem coisas incríveis quando você os roda em segundo plano no celular", disse, citando a web semântica como grande exemplo.

Para Berners-Lee, o smartphone/celular é um filtro para dados, que serão usados por aplicativos de diversos tipos: informações locais, pontos de interesse e, por que não, jogos 3D. "Sempre como uma espécie de 'espelho' da realidade com uma conexão. Você não pega apenas os dados de um mapa, mas usa as informações do local ao seu favor. Imagine uma igreja: você a vê no mapa e descobre de qual religião ela é, quem é o chefe, quando ocorrem as missas e por aí vai", afirmou.

Ele ainda reafirmou a importância do HTML5 e de padrões abertos para a web do amanhã, e lembrou das questões da privacidade e da neutralidade da rede. "Empresas têm que criar sistemas com localização que respeitem os usuários, com responsabililidade sobre os dados utilizados. E, claro a transparência da rede é essencial. Não podem existir bloqueios".

Finalmente, Sir Tim Berners-Lee diz acreditar em um futuro móvel para a internet, já que muitos internautas em países emergentes têm o celular como primeiro meio de acesso. "É um passo muito importante para levar as pessoas à web. Apenas 20% da população do mundo têm acesso a ela, e precisamos levar mais planos de dados em conta para os emergentes", concluiu.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também