MENU

As piores propagandas da Microsoft

As piores propagandas da Microsoft

Atualizado: Quarta-feira, 7 Outubro de 2009 as 12

O que você acha de convidar alguns amigos e familiares e fazer uma festa para comemorar a chegada do Windows 7? Um pouco exagerado?

Pois é justamente o que a Microsoft sugeriu aos seus usuários em sua mais recente campanha publicitária, lançada em meados de julho no exterior.

O estilo da peça publicitária despertou a curiosidade do jornal inglês  The Guardian, que selecionou alguns dos vídeos da companhia que, para a publicação, têm gosto para lá de discutível. Confira:

LunchParty

"Mostrei aos meus convidados os meus recursos favoritos do Windows 7. A orientação levou uns 10 minutos e foi totalmente informal. Só que todo mundo ficou aglomerado em volta do computador, na cozinha". E você, já marcou seu almoço? Convidou os amigos?

1986: Ballmer, o vendedor

Muitos anos antes de ser o presidente da companhia, Steve Ballmer já apareceu para vender produtos nas telinhas. A propaganda era do Windows 1.0, de 1986. "Tudo isso por apenas... quanto você imagina? Não responda! US$ 500? US$ 1.000? Ainda mais? Não, apenas US$ 99!".

1988: Esquisita

Disparado, esse o vídeo que a Microsoft criou para divulgar o Windows 386 é o mais esquisito de todos. Destaque para o momento em que a secretária, Linda, começa a cantar as virtudes do sistema operacional.

1995: Rolling strong

Ok, essa não é das piores. Várias pessoas muito animadas ao usar seus computadores, turbinados com o Windows 95, ao som da canção Start me up, dos Rolling Stones. Colocamos a propaganda só para provar que nem todo anúncio da Microsoft precisa ser constrangedor. Ops, enquanto você pensa nisso, dê uma olhada nessa propaganda do Windows 95 também.

2008: Rebolada

Uma campanha para o Windows Vista estimada em 300 milhões de dólares que não deu certo. O fiasco ocorreu no ano passado, quando longos e confusos anúncios em que o comediante Jerry Seinfeld e o cofundador da companhia, Bill Gates, interagiam foi retirado do ar abruptamente. O público deve ter reprovado a 'rebolada' de Gates ao final do vídeo.

2009: OMGIGP

Esse vídeo foi ao ar apenas na internet. Afinal, na TV seria bem mais arriscado um comercial que mostra pessoas vomitando. Será que um filme como esse poderia estimular pessoas a usar o navegador Internet Explorer? Tente adivinhar. E boa sorte.

Postado por: Felipe Pinheiro

O que você acha de convidar alguns amigos e familiares e fazer uma festa para comemorar a chegada do Windows 7? Um pouco exagerado?

Pois é justamente o que a Microsoft sugeriu aos seus usuários em sua mais recente campanha publicitária, lançada em meados de julho no exterior.

O estilo da peça publicitária despertou a curiosidade do jornal inglês  The Guardian, que selecionou alguns dos vídeos da companhia que, para a publicação, têm gosto para lá de discutível. Confira:

LunchParty

"Mostrei aos meus convidados os meus recursos favoritos do Windows 7. A orientação levou uns 10 minutos e foi totalmente informal. Só que todo mundo ficou aglomerado em volta do computador, na cozinha". E você, já marcou seu almoço? Convidou os amigos?

1986: Ballmer, o vendedor

Muitos anos antes de ser o presidente da companhia, Steve Ballmer já apareceu para vender produtos nas telinhas. A propaganda era do Windows 1.0, de 1986. "Tudo isso por apenas... quanto você imagina? Não responda! US$ 500? US$ 1.000? Ainda mais? Não, apenas US$ 99!".

1988: Esquisita

Disparado, esse o vídeo que a Microsoft criou para divulgar o Windows 386 é o mais esquisito de todos. Destaque para o momento em que a secretária, Linda, começa a cantar as virtudes do sistema operacional.

1995: Rolling strong

Ok, essa não é das piores. Várias pessoas muito animadas ao usar seus computadores, turbinados com o Windows 95, ao som da canção Start me up, dos Rolling Stones. Colocamos a propaganda só para provar que nem todo anúncio da Microsoft precisa ser constrangedor. Ops, enquanto você pensa nisso, dê uma olhada nessa propaganda do Windows 95 também.

2008: Rebolada

Uma campanha para o Windows Vista estimada em 300 milhões de dólares que não deu certo. O fiasco ocorreu no ano passado, quando longos e confusos anúncios em que o comediante Jerry Seinfeld e o cofundador da companhia, Bill Gates, interagiam foi retirado do ar abruptamente. O público deve ter reprovado a 'rebolada' de Gates ao final do vídeo.

2009: OMGIGP

Esse vídeo foi ao ar apenas na internet. Afinal, na TV seria bem mais arriscado um comercial que mostra pessoas vomitando. Será que um filme como esse poderia estimular pessoas a usar o navegador Internet Explorer? Tente adivinhar. E boa sorte.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também