MENU

Aumenta uso de videoconferência entre empresas americanas

Aumenta uso de videoconferência entre empresas americanas

Atualizado: Terça-feira, 26 Abril de 2011 as 1:14

Quase metade das empresas americanas usa algum tipo de tecnologia de videoconferência, e a probabilidade é que este número alcance 75% nos próximos dois anos, segundo recente pesquisa do setor. Entre as empresas contatadas, quase um terço utiliza softwares gratuitos.

Segundo a varejista CDW, responsável pelo relatório "Video Conferencing Straw Poll", as empresas que responderam ao questionário citaram o desejo de reduzir despesas de viagem e aumentar a colaboração como razões para a adoção das novas tecnologias. O documento é baseado em duas pesquisas e entrevistou 631 gerentes de departamentos de TI e de empresas de telecomunicações nos EUA.

Desktops e salas multi-site são as principais ferramentas de videoconferência utilizadas hoje nas empresas, mas a CDW diz ter observado que os gerentes de TI se mostram cada vez mais interessados em telepresença. As pesquisas mostraram que quase metade dos entrevistados planeja implementar telepresença nos próximos dois anos.

De acordo com a CDW, 69% das empresas que implantaram videoconferência dizem ter feito primeiro uma avaliação da rede; 66% alteraram ou atualizaram suas redes de TI para suportar a videoconferência; 54% compraram serviços gerenciados de conferência; 44% construíram e gerenciam suas próprias infraestruturas de conferências, e 32% usam software de conferência gratuitos.

"As empresas percebem na videoconferência uma grande ferramenta para colaboração remota com redução de custos de viagem", diz Christine Holloway, vice-presidente para soluções convergentes de infra-estrutura da CDW. "Sem a  deoconferência, você tinha que planejar viagens e assumir todos os custos relacionados para se reunir frente a frente com um cliente. Agora, podem-se obter os mesmos benefícios dessa reunião sem planejamento de viagens e com um custo reduzido em longo prazo."      

veja também