MENU

Brasil tem ambiente favorável a MVNOs, diz especialista

Brasil tem ambiente favorável a MVNOs, diz especialista

Atualizado: Quinta-feira, 28 Abril de 2011 as 2:17

A Effortel, que tem MVNOs de sucesso na Bélgica, Polônia e Omã, trabalha com o Carrefour e tem cinco milhões de clientes, avalia que o Brasil pode ter mais de 50 MVNOs em 5 anos. “O tamanho e a quantidade de religiões favorecerão novas parcerias para que isso aconteça”, acredita Liudikas Andriulis, chief marketing officer desta empresa. Um dos casos de sucesso que confirma esta análise do executivo é o trabalho em conjunto da Claro e a Canção Nova, debatidos no MVNO Industry Summit Latam, em São Paulo.

A TV Canção Nova, emissora católica da Fundação João Paulo II, em conjunto com a Claro, criou o serviço CN Chama em 2009. Por meio da criação e venda de um SIM card customizado, a comunidade católica pode ter acesso a um menu personalizado. Além do conteúdo exclusivo, os usuários poderão ter acesso a serviços de valor adicionado (SVAs). Estes conteúdos (músicas, palestras, ringtones, salmos, notícias e informações) que não são obtidos com a compra do Chip, podem ser adquiridos por meio de pacotes semanais (pagando R$ 4,99 por semana o usuário tem direito a 5 conteúdos de sua escolha) ou de forma avulsa. Além disso, através do envio de mensagens de texto podem participar permite de programas da TV e da Rádio Canção Nova, Quiz, e Chats.

O modelo de negócio estabelecido pelas duas empresas se assemelha ao conceito de MVNO, porque atinge a um público específico, porém não envolve a compra de "airtime" da Claro.

  Em uma avaliação de negócio hipotético possível num País com as características brasileiras, uma conexão estratégica entre uma operadora de telefonia e a Coca-cola, consumidores numa praia quente como as nordestinas que comprassem o refrigerante pela internet utilizando o celular para pagamento, quanto mais litros consumissem, poderiam convertê-los em minutos para seus celulares.

Maurício Falck, da Amdocs, fornecedora da Effortel, avalia as razões da MVNO ser também muito atraente para um banco, não apenas para estimular o mobile payment, mas também para promover a inclusão bancária dos que não podem arcar com os custos financeiros de uma conta: “a penetração do celular na população daqui é maior do que a bancária”.

Andriulis avalia que em cinco anos de 15% a 20% dos clientes de celulares serão de MVNOs. Cada operadora virtual viabilizada pela Effortel envolve 15 colaboradores.           Por Francine Machado

veja também