MENU

Brasileiro conta como é trabalhar no Facebook

Brasileiro conta como é trabalhar no Facebook

Atualizado: Terça-feira, 1 Fevereiro de 2011 as 11:06

Tem muita gente jovem trabalhando aí?

Sim, há vários prodígios. Aqui, são valorizadas as pessoas com experiência e capacidade, associadas ou não a um diploma. Afinal, o próprio Mark não terminou a faculdade.   O que você mais gosta no seu trabalho no Facebook?

Do ambiente, acima de tudo. Não só por ser descontraído, mas porque trabalho com gente com um nível técnico excelente. Tenho muita liberdade para discutir com meus colegas, sem ter que organizar reuniões. Não existe aquela ideia de salas fechadas, aqui todas as mesas são acessíveis. A hierarquia não é tão rígida. Se você tem uma dúvida, vai falar diretamente com seu colega. E também tem o impacto do seu trabalho: qualquer mudança que você faz na ferramenta tem um efeito direto em milhões de usuários que se importam com o que você faz. Por isso, não me ligo de ficar até tarde no trabalho. Já aconteceu de minha esposa me ligar porque já era tarde e eu não tinha voltado para a casa (risos).

E o Mark Zuckerberg, ele se envolve muito com os projetos?

Sim, ele sempre está aqui, temos contato direto com ele. Participa das discussões, é muito acessível. 

E o que há na sede para desestressar?

Ah, temos salas de videogame, quadra de basquete, mesas de ping-pong, sala de música com vários instrumentos, um jardim onde fazemos churrasco no verão. Tudo para ajudar a inovar.

Você costuma ser muito assediado pelas empresas concorrentes?

Sim, recebo muitos e-mails, mas nem chego a ler. Estou contente aqui.    

veja também