MENU

Campus Party: Intel lança no Brasil seu chip com sistema polêmico de DRM

Campus Party: Intel lança no Brasil seu chip com sistema polêmico de DRM

Atualizado: Sexta-feira, 21 Janeiro de 2011 as 1:46

Aylons Hazzud, direto da Campus Party Se o Brasil não tem CES, tem Campus Party: a Intel aproveitou o evento para promover o lançamento no Brasil de seus novos processadores com a arquitetura Sandy Bridge, que trazem processador gráfico (GPU, na sigla em inglês) no próprio chip além da polêmica função Intel Insider.

A estratégia da Intel é permitir que vídeos e mesmo jogos possam rodar tranquilamente em computadores sem a necessidade de uma placa gráfica especializada. Esta estratégia traz economia de energia para processadores e uma redução do preço do produto, e também tem sido adotada pela concorrente AMD na sua linha de processadores Fusion.

Intel Insider Mas a polêmica do lançamento da Intel reside no Intel Insider, uma tecnologia feita para combater a pirataria de filmes transmitidos por streaming. Com o sistema, o vídeo é criptografado pelo próprio estúdio que produziu o vídeo, e só pode ser descriptografado pelos processadores com a tecnologia Intel Insider. “É uma chave embutida dentro da CPU”, disse o engenheiro Fidel Ríos para a a Geek.

Alguns analistas, porém, consideram a tecnologia uma técnica de DRM, que diminui o controle do usuários sobre os dados em seus computadores. Com a tecnologia, o vídeo fica inacessível a quem recebe, pois ele é descriptografado já dentro do processador, de onde já sai pronto para ser enviado ao monitor.

A empresa diz que esta os produtores de conteúdo exigem este tipo de proteção para poder vender seus vídeos pela internet. “Os grandes estúdios de Hollywood sempre tiveram problema de como eles protegem seu material, por isso você não tem como baixar um filme da internet e assistir imediatamente”, diz Cássio Tietê, diretor de marketing da Intel no Brasil.

Lançamento Na Campus Party, a Intel não tem estande próprio: o lançamento dos processadores ficou a cargo da brasileira CCE, que vem promovendo um concurso de celebridades na web desde antes do início do evento. O vencedor será anunciado nesta sexta-feira, e receberá R$20 mil para ser o blogueiro oficial da empresa.

Mais ligada ao evento é a campanha Agente Geek i7, uma gincana que acontece dentro da Campus Party. Como de praxe nos eventos da feira, a ação usa o twitter como meio de participação e divulgação da campanha, inclusive estimulando os retwits com hashtags do evento – o que muitos usuários consideram uma forma amena de spam na rede social.    

veja também