MENU

Cem usuários distribuem maioria do conteúdo de BitTorrent, diz pesquisa

Cem usuários distribuem maioria do conteúdo de BitTorrent, diz pesquisa

Atualizado: Quinta-feira, 27 Janeiro de 2011 as 2

Uma pesquisa realizada por pesquisadores de três universidades afirma que a disponibilização de arquivos em sites populares de BitTorrent está concentrada em alguns poucos “distribuidores” que contratam companhias de hospedagem com a finalidade exclusiva de colocar os arquivos na rede em alta velocidade. Segundo os cientistas, 67% dos arquivos e 75% do que é baixado parte de apenas 100 distribuidores de conteúdo.

A pesquisa mostra que existe uma rede organizada de distribuição de conteúdo ilegal focada na geração de receita a partir da obtenção do tráfego de rastreadores de torrents – que registram a informação necessária para que usuários realizem as transferências.

O estudo foi realizado por seis pesquisadores dos Estados Unidos, Alemanha e Espanha. Eles determinaram os uploaders que criaram os conteúdos na rede, monitorando a criação de novos torrents para saber quem foi o primeiro “seeder” (semeador) – que é o responsável pela criação do torrent. Uma vez identificados, eles dividiram os distribuidores em três categorias: os falsos, os altruístas e os comerciais.

Os distribuidores de conteúdos falsos são contratados por empresas de mídia e envenenam a rede com arquivos de filmes e softwares cuja descrição não corresponde ao que realmente será baixado. O objetivo desse grupo é impedir a pirataria. Os altruístas e comerciais enviam dados legítimos, sendo a diferença entre eles o objetivo: os altruístas apenas querem compartilhar, enquanto os comerciais buscam gerar tráfego para seus sites e, com isso, receita publicitária.

Conteúdos falsos e maliciosos somam de 25 a 30% do que existe em sites de BitTorrent populares como o The Pirate Bay e o Mininova, segundo os pesquisadores. Esses conteúdos partem de alguns poucos IPs fixos que pertencem às empresas contratadas para coibir a pirataria ou provedores criminosos que distribuem os vírus.

No caso dos distribuidores comerciais, os arquivos eram enviados a partir de contas de hospedagem. Os especialistas identificaram que o provedor de hospedagem europeu OVH era o mais usado para essa distribuição de conteúdo. Esses distribuidores nunca participavam dos downloads. Os altruístas, por sua vez, usavam conexões banda larga comuns, com uma larga gama de IPs, e participavam tanto do download como do upload.    

veja também