MENU

China cria sistema para proibir jovens de usar games violentos

China cria sistema para proibir jovens de usar games violentos

Atualizado: Terça-feira, 8 Dezembro de 2009 as 12

O governo chinês está decidido a implantar um sistema que limite o acesso a videogames violentos e de conteúdo sexual a crianças e adolescentes e, ao mesmo tempo, tentar promover os de maior conteúdo cultural. A informação é do jornal China Daily.

O novo sistema, similar ao que já é utilizado para os downloads de filmes da internet, vai fazer com que os potenciais usuários tenham o acesso bloqueado caso não tenham a idade mínima requerida. O Ministério da Cultura chinês, responsável também por classificar os filmes por conteúdos, será o encarregado de avaliar os videogames para detectar roteiros ou cenas indesejáveis.

Tuo Zuhai, subdiretor de marketing do ministério, diz que o órgão vai pedir que os produtores ''melhorem as regras de seus jogos, ajustem os produtos e retirem de circulação os de estilo vulgar, com o objetivo de aumentar os conteúdos culturais''.

A indústria da internet na China se desenvolveu rapidamente na última década e, segundo o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação, já há mais de 300 milhões de internautas chineses, a metade menor de 25 anos. Segundo o jornal oficial, sociólogos e profissionais chineses insistem em um sistema que limite o acesso desses internautas aos jogos pela internet sangrentos, violentos ou obscenos.

Tao Hongkai, professor da Universidade Normal de Huazhong, diz que ''os jovens são especialmente curiosos sobre o sexo''.

''Apesar de não haver imagens ou gráficos eróticos no jogo, o desenho de uma mulher com roupas sensuais os estimula''.

O número de jogadores via internet na China já superou os 217 milhões e a receita com as vendas passou de US$ 3 bilhões (R$ 5 milhões) em 2008, fazendo da China o segundo país no setor, após os EUA.

veja também