MENU

Cofundador da Microsoft processa 11 empresas por violação de patentes

Cofundador da Microsoft processa 11 empresas por violação de patentes

Atualizado: Segunda-feira, 30 Agosto de 2010 as 10:34

O cofundador da Microsoft Paul Allen abriu um processo contra a Apple, Google, entre outras empresas, sob a denúncia de infração de quatro patentes relacionadas a buscas e mercado on-line.

Allen alega que essas 11 empresas estão usando patentes de tecnologias que pertencem a ele. A empresa de Allen, Interval Licensing, entrou com o processo na Justiça dos Estados Unidos nesta sexta-feira (27).

As 11 empresas acusadas são: AOL, Apple, eBay, Facebook, Google, Netflix, Office Depot, OfficeMax, Staples, Yahoo and Google-owned YouTube.

Allen afirma que as tecnologias foram desenvolvidas em um laboratório de software, chamado Interval Research, nos anos 1990. Ele teria cofundado e ajudado no investimento.

“A ação judicial é necessária para proteger o nosso investimento em inovação”, disse um porta-voz de Allen em um comunicado à imprensa. “Essas patentes foram criadas por e para a Interval”. Ainda não foi divulgado quanto, especificamente, Allen está buscando em dinheiro pelos danos.

Segundo o site do jornal “The New York Times”, o Facebook disse que vai lutar contra as acusações.

“Nós acreditamos que esse processo é completamente sem mérito e vamos lutar intensamente”, disse um porta-voz da rede social Andrew Noyes.

NTP Incorporated

Nos mês passado, as empresas de tecnologia Apple, Google, HTC, LG, Microsoft e Motorola enfrentaram uma ação judicial movida pela NTP Incorporated por infração de patentes na transmissão de e-mails em redes sem fio.

A companhia, criada pelo inventor do e-mail em redes wireless, Tom Campana, entrou com um processo alegando que o grupo quebrou oito patentes da empresa ligadas à transmissão de mensagens eletrônicas em redes sem fio.

Postado por:Thatiane de Souza

veja também