MENU

Com redução de preço, Xoom tem aumento de 35% nas vendas no país

Com redução de preço, Xoom tem aumento de 35% nas vendas no país

Atualizado: Terça-feira, 16 Agosto de 2011 as 2:03

Tablet Xoom, da Motorola, está mais barato no Brasil

(Foto: Divulgação)

  A Motorola Mobility anunciou nesta terça-feira (16) que há menos de uma semana os preços do tablet Xoom sofreram uma redução no Brasil graças aos incentivos do governo. O modelo com conexão 3G passou de R$ 2,3 mil para R$ 2 mil. A versão apenas com wi-fi, que custava R$ 1,9 mil, agora é vendido por R$ 1,6 mil.

Com a redução, a Motorola registrou aumento de 30% a 35% nas vendas do tablet. “Temos que levar em conta que domingo (14) foi Dia dos Pais. Mesmo assim, acredito que as vendas devem continuar crescendo, porque estávamos vendendo o Xoom com uma barreira, que não existe mais. Agora, podemos trabalhar de uma maneira mais forte para comercializar o tablet", diz Rodrigo Vidigal, diretor de marketing da Motorola.

Em maio, o governou editou a medida provisória número 534 , que incluiu os tablets na chamada Lei do Bem. Com a medida, que isenta os produtos da incidência do PIS/Cofins, somada à queda do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do imposto sobre produtos industrializados (IPI), os preços dos tablets deveriam cair 36%, segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Apesar da expectativa do governo, Vidigal explica que a redução não foi maior porque o tablet já chegou ao Brasil com um preço competitivo. “Somos a única empresa que fabrica tablets no Brasil desde o início. Conversamos com o governo sobre o assunto desde 2010 e sempre preferimos fabricar o tablet aqui porque vimos que as negociações estavam avançadas”, diz Vidigal. “Era melhor importarmos, mas preferimos produzir no Brasil e, mesmo sem a redução fiscal, lançamos o Xoom em abril com um preço competitivo”, completa.            

veja também