MENU

Como o Ubuntu Linux pode ajudar o notebook da Google

Como o Ubuntu Linux pode ajudar o notebook da Google

Atualizado: Sexta-feira, 17 Dezembro de 2010 as 11:04

Baseado no sistema operacional Chrome, o notebook CR-48, da Google, pode estar nas mãos de apenas um grupo seleto de usuários, mas já está dando o que falar.

Até agora, as   avaliações têm sido as mais variadas   – apesar, claro, de que os detalhes específicos de hardware não importem tanto agora, já que deverão ser diferentes no futuro.

O que tem sido particularmente interessante, no entanto, é que enquanto o mundo espera pela chegada dos notebooks oficiais com Chrome OS, alguns tecnófilos já descobriram um jeito – e uma razão – de instalar Linux nesses primeiros aparelhos.

Vendo além do browser Aficionados do Linux, é claro, têm um longo histórico de trocar sistemas operacionais instalados de fábrica – especialmente o Windows – por uma distribuição Linux. No caso do Windows, há incontáveis boas razões para fazê-lo.

Tais mudanças podem ocorrer por razões práticas ou éticas, mas no caso do notebook com Chrome OS, está claro pelas avaliações que há algumas coisas para as quais o CR-48 simplesmente não foi projetado – tais como as coisas que se faz fora do browser.

Assim, em acordo com o verdadeiro estilo geek Linux, tem havido um esforço concentrado de fazer com que o Ubuntu – a mais popular distribuição Linux de todos os tempos – funcione e rode no aparelho.

E rodando ele está, se um vídeo no YouTube puder servir de indício. O Ubuntu 10.10, ou Maverick Meerkat, está funcionando no notebook, conforme mostra o vídeo, e – apesar do fato de que o propósito da distribuição desses notebooks foi testar o Chrome OS – um post no próprio site da Google   oferece até um tutorial   para ajudar na tarefa.

Recurso intencional “Embora a rotina de boot do Chrome OS proteja o sistema contra qualquer modificação não solicitada do sistema por software defeituoso ou malicioso, a capacidade de hackear seu próprio aparelho consta intencionalmente do projeto dos notebooks Google Chrome”, lê-se na página.

“As instruções para construir sua própria versão do Chromium OS, e instalá-la no CR-48 já são fornecidas”, ressalta. “Alguns entusiastas, contudo, podem querer instalar algo completamente diferente. Esta página fornece um exemplo, mostrando como o software oficial Chrome OS pode coexistir com o Ubuntu, uma popular distribuição Linux.”

A partir desse ponto, o tutorial descreve como fazer o Ubuntu rodar no CR-48 lado a lado com o Chrome OS, incluindo a liberação de espaço no SSD, a configuração do kernel e o ajuste na prioridade de boot.

O resultado, ao que parece, é uma máquina dual boot que tem as vantagens centradas na web do Chrome OS aliadas aos benefícios mais tradicionais do Linux.

Um cenário dual boot Será que os netbooks com Chrome OS vão oferecer uma opção dual boot quando finalmente chegarem ao mercado?

Veremos. Dado a experiência limitada da abordagem centrada na web oferecida pelo CR-48, o dual boot pode ser uma boa ideia. E, com todos os seus benefícios para empresas e usuários individuais, o Linux seria uma grande escolha.    

veja também