MENU

Constelação Unicórnio vista em infravermelho

Constelação Unicórnio vista em infravermelho

Atualizado: Segunda-feira, 18 Outubro de 2010 as 2:17

O European Southern Observatory divulgou imagens da constelação de Monoceros, o Unicórnio. Envolta em uma grande nuvem escura, a região é quase obscurecida pela poeira interestelar na luz visível.   Para visualizá-la, a equipe usou o Paranal Observator, no Chile, com seu telescópio Visible and Infrared Survey (VISTA), capaz de ver através da cortina de poeira da constelação.

A Monoceros é um grande berçário estelar, com nuvens ricas em moléculas e poeira, localizada a cerca de 2.700 anos-luz da Terra. Seu centro é denso, com não mais do que dois anos-luz de comprimento, e cheio de jovens estrelas.

Em nuvens como esta, as baixas temperaturas e a densidade relativamente alta permitem a formação de moléculas, como o hidrogênio – que, sob certas condições, liberam fortes emissões em comprimento quase-infravermelho.

O ponto mais chamativo da imagem é a  NGC 2170, a nebulosa mais brilhante da região. Ela foi descoberta pelo astrônomo inglês William Herschel  em 1784.

A imagem foi criada de exposições feitas em três diferentes partes do comprimento infravermelho.    

veja também