MENU

Dunga de olho roxo é a nova ameaça virtual

Dunga de olho roxo é a nova ameaça virtual

Atualizado: Terça-feira, 8 Junho de 2010 as 1:19

Dunga, técnico da seleção brasileira, é a personalidade esportiva preferida...para ataques virtuais, aponta a McAfee, empresa de segurança na web. A popularidade do selecionado brasileiro e toda a “simpatia” do treinador escolhido pela CBF para tentar o sexto título mundial andam inspirando cibercriminosos a desenvolverem links maliciosos e provocarem ataques virtuais. Pesquisadores do McAfee Labs identificaram spam com a imagem do técnico Dunga (ver acima) que traz uma ameaça do tipo cavalo de Tróia e que, uma vez instalado, permite o acesso de desconhecidos ao computador infectado.

O spam contém uma imagem que parece ter sido retirada de um portal de noticias legítimo no Brasil (hackers costumam utilizar nomes de empresas legítimas para criação das ameaças).

O texto é ilustrado com uma imagem do Dunga, com o olho roxo (veja acima), como se tivesse sido agredido por torcedores que queriam a convocação da dupla Neymar e Ganso, do Santos, para a seleção.

Ao lado da foto, um box retangular convida o internauta a conferir as fotos do possível incidente, explicam os especialistas do McAfee Labs. E é justamente nesse link de acesso para as suposta matéria e imagens que está o software de invasão (cavalo de Tróia) que, após o clique, infectará o computador do internauta.

Ao clicar no boxe, o usuário é direcionado para uma página "hackeada", nesse caso indicada como sendo do Governo da Malásia (no link está indicado o domínio .GOV.MY , cuja origem é da Malásia).

Nesse endereço, o usuário recebe o arquivo denominado agressao_dunga.exe, que conteria as imagens da agressão, mas que, na verdade, trata-se de um cavalo de Tróia bancário, detectado pelo McAfee Labs como PWS-Banker.gen.ad (uma variante do PWS-Banker), que ficará instalado na máquina do usuário para roubar senhas bancárias.

De acordo com recente relatório da McAfee sobre ameaças, o Brasil é o país que mais hospeda conteúdo mal-intencionado na América Latina. A América do Norte continua liderando como a região que mais hospeda conteúdos mal-intencionados.  

Postado por: Cristiano Bitencourt

veja também