MENU

Electronic Arts explica os motivos para o cancelamento de "NBA Elite 11"

Electronic Arts explica os motivos para o cancelamento de "NBA Elite 11"

Atualizado: Terça-feira, 23 Novembro de 2010 as 11:26

Os fãs de basquetebol ficaram desapontados com o cancelamento da versão para consoles de "NBA Elite 11", mas segundo Andrew Wilson, chefe de desenvolvimento da EA Sports, a ação foi realizada porque o jogo não estava com uma qualidade muito boa.

"No fim, seria um jogo ruim. Estamos orgulhosos de fazer a escolha de não lançar algo que não era bom.", disse ele em entrevista ao site IGN. Previsto para outubro, o jogo chegou a ter seu lançamento adiado para 2011, quando então a empresa cancelou o projeto no começo de novembro.

Wilson ainda comentou que "Acho que o objetivo de reinventar a forma como as pessoas jogam jogos de basquetebol e dar ao jogador infinitamente mais controle sobre os resultados que aparecem na tela, era algo que precisava de mais tempo do que tínhamos", explicou.

"Sabiamos que o objetivo era agressivo. Mas ao mesmo tempo, acreditávamos que era um objetivo importante para o jogador, que tem jogado games de basquetebol de forma semelhante há muito tempo".

Recentemente a empresa teria feito um grande corte em seu quadro de funcionários, passando a responsabilidade do desenvolvimento dos jogos "NBA Elite" para os estúdios Tiburon, antes desenvolvido pela divisão canadense da EA.

Apesar do cancelamento das versões para Xbox 360 e PlayStation 3, o jogo está disponível para iPhone, iPod touch e iPad por US$ 6,99.

Cancelamento

Durante uma reunião com investidores, a Electronic Arts anunciou o cancelamento de "NBA Elite 11" para consoles.

A Electronic Arts aproveitou a ocasião para dizer que o desenvolvimento da série em questão está sob os cuidados do estúdio Tiburon, sendo essa a segunda vez que uma franquia esportiva importante é transferida para a produtora (a primeira foi "Madden NFL 96", para o primeiro PlayStation).

"NBA Elite 11" prometia ser mais realista do que os jogos da série "NBA Live". Uma das novidades nesta edição era o esquema de controle, em que o direcional esquerdo controlava o deslocamento, e o direito o movimento do torso e dos braços.    

veja também