MENU

Escritora chinesa pede indenização por obra publicada no Google Books

Escritora chinesa pede indenização por obra publicada no Google Books

Atualizado: Quinta-feira, 27 Maio de 2010 as 2:20

Um tribunal de Pequim aceitou julgar a demanda que a romancista chinesa Mian Mian moveu contra a Google depois que a empresa americana escaneou e publicou uma obra sua na internet.

O advogado da escritora entrou com o pedido em outubro, quando Mian descobriu que o Google Books tinha em seu diretório o romance ''Acid House''. A escritora contatou o Google, que retirou a obra de seus servidores, mas as duas partes não chegaram a um acordo sobre uma possível indenização.

Agora, Mian Mian exige um pedido de desculpa público da Google pela violação de seus direitos e reivindica uma compensação econômica de 61 mil iuanes (US$ 8,9 mil) pelos danos causados.

''A compensação é negociável, mas Mian Mian realmente está exigindo um pedido de desculpas'', disse o advogado, Sun Jingwei. Um porta-voz do Google em Pequim, Marsha Wang, se recusou a comentar o assunto.

A data da próxima audiência ainda não foi definida, segundo Sun. O advogado afirmou que a autora de ''Acid House'', de 29 anos, não é a única escritora que enfrentou a Google e não descarta que outros romancistas movam demandas similares.

Mian Mian ficou conhecida em 2000 com seu romance ''Candy'', que causou um rebuliço com a representação gráfica do consumo de heroína. A maior parte do seu trabalho é proibida na China, apesar de cópias piratas estão amplamente disponíveis.

veja também