MENU

Estudo confirma que perfuração, e não terremoto, causou vulcão de lama

Estudo confirma que perfuração, e não terremoto, causou vulcão de lama

Atualizado: Terça-feira, 17 Junho de 2008 as 12

Depois de muitas controvérsias, um estudo feito por uma equipe internacional, reunindo cientistas britânicos, norte-americanos, australianos e indonésios, apresenta evidências com um nível de detalhamento sem precedentes, mostrando que a erupção do vulcão Lusi, na Indonésia, foi causada pelo homem.

Mais especificamente, por uma perfuração em busca de gás natural no poço Banjar-Panji 1 (BP1), feita pela empresa indonésia Lapindo Brantas.

Ao contrário dos vulcões tradicionais, que expelem lava incandescente, o vulcão Lusi é um vulcão de lama. O próprio nome Lusi é uma contração de Lumpur Sidoarjo, sendo Sidoarjo a localidade onde o vulcão se encontra e Lumpur a palavra indonésia para lama.

A erupção do Lusi começou em 29 de Maio de 2006, logo depois que a empresa perfurou o poço BP1. Até agora muitos especialistas argumentavam que a erupção havia sido causada pelo terremoto que atingiu Yogyakarta, que teve um epicentro a 250 quilômetros de distância do Lusi.

"Nós sabemos há centenas de anos que terremotos podem causar erupções. Neste caso, o terremoto foi simplesmente muito pequeno e estava muito distante," explica o professor Michael Manga, da Universidade de Berkeley, Estados Unidos.

O relatório concluiu que o efeito do terremoto foi mínimo porque a mudança na pressão do subsolo em decorrência do abalo foi desprezível. Por essa razão, eles afirmam estar "99 por cento seguros" de que as operações de perfuração foram a causa da erupção.

"Nós mostramos que houve um gigantesco kick no poço no dia anterior à erupção do vulcão de lama, que é um influxo de gás e fluidos no interior do poço. Nós mostramos que, depois do kick, a pressão no poço ficou além de um nível crítico," explica o professor Richard Davies, outro membro da equipe.

"Nós estamos mais certos do que nunca de que o vulcão de lama Lusi foi um desastre não-natural e foi disparado pela perfuração do poço Banjar-Panji-1," conclui o cientista.

veja também