MENU

Exército terá roupa robô Homem de Ferro

Exército terá roupa robô Homem de Ferro

Atualizado: Terça-feira, 28 Setembro de 2010 as 1:06

Empresa americana revelou ontem a segunda geração do traje “Homem de Ferro” desenvolvido para o exército dos Estados Unidos. Chamado de XO 2, o traje robótico da Raytheon Company foi apresentado em Salt Lake City, Utah, durante demonstração em parceria com a Paramount Home Entertainment.

Chamado de XO 2, o traje robótico da Raytheon Company foi apresentado em Salt Lake City, Utah, durante demonstração em parceria com a Paramount Home Entertainment. O traje foi apelidado de Iron Man, em uma referência à roupa do personagem Tony Stark dos quadrinhos e filmes da série da Marvel. A apresentação da Raytheon coincide, inclusive, com a liberação do filme “Iron Man 2” – Homem de Ferro 2 em Blu-ray e DVD no mercado americano.

Segunda geração

Esse exoesqueleto metálico é mais leve, mais rápido e mais forte do que o XO 1, a primeira geração que se tratava mais de uma prova de conceito. Além de usar 50% menos energia que seu antecessor, o XO 2 também apresenta um design mais resistente.

O traje é feito de uma combinação de estruturas, sensores e controles movidos a pressão hidráulica. Com ele, uma pessoa pode realizar tarefas que exijam muita força, mas também tem controle e delicadeza o suficiente para outras funções. Por exemplo, o exoesqueleto permite tanto erguer 90 quilos centenas de vezes, como também possibilita que o usuário chute uma bola de futebol ou suba escadas com facilidade.

Todas essas características são fundamentais para a Raytheon, que está desenvolvendo o traje robótico para ajudar os militares em diversas situações. O levantamento repetitivo de pesos, por exemplo, pode levar a machucados – especialmente problemas ortopédicos. Se um soldado conta com o XOS 2, além de estar mais seguro contra lesões, ele ainda  faz o trabalho de forma muito mais rápida.

Um traje de exoesqueleto pode fazer o trabalho de dois ou três soldados, o que possibilita o remanejamento de mão de obra para funções mais estratégicas, menos físicas.

A Raytheon Company tem 88 anos e é especializada em tecnologia de defesa e segurança nacional. Com 75 mil funcionários, ela teve vendas de US$25 bilhões em 2009.

Postado por: Guilherme Pilão

veja também