MENU

Fabricante lança smartphone Android de ouro 24k para quem é muito rico

Fabricante lança smartphone Android de ouro 24k para quem é muito rico

Atualizado: Segunda-feira, 22 Agosto de 2011 as 1:37

A fabricante especializada em aparelhos de luxo Mobiado acaba de lançar seu primeiro smartphone touchscreen, o Grand Touch GCB. Sua proposta é ser um aparelho diferenciado pelo luxo, design, elegância e precisão em sua composição.

  Grand Touch GCB (Foto: Divulgação)

  O Grand Touch GCB possui botões com cristais de safira (139 quilates), mas engana-se que o luxo acaba por aí. Há cristais de safira em suas quatro extremidades, pintadas de preto, e a traseira do celular é construída por 2 peças de cristais de safira fundidas. E como se não bastasse, a tampa da bateria também é feita inteiramente de cristal de safira.

O aparelho foi desenhado por Peter Bonac (figura conhecida entre designers de smartphones de luxo), que fez questão de desenhar o Grand Touch GCB com superfícies perfeitamente retas, ao invés de linhas curvas. Detalhe: para fazer as retas com a precisão que almejava, ele teve que trabalhar com um processo de usinagem chamado CNC.

O corpo do Grand Touch GCB utiliza alumínio usinado (igual ao utilizado em aeronaves) e anodizado. Além disso, o aparelho tem sua carcaça toda banhada a ouro 24k.

Quanto às suas especificações técnicas, o smartphone roda Android 2.3, possui tela multi-touch de 4 polegadas (480 x 800 pixels) em AMOLED, acelerômetro, um processador de 1 GHz ARM Cortex-A8, 512MB de RAM, 16GB de memória interna, capacidade para cartões de microUSB 2.0, GPS integrado, câmera de 5 megapixels (filma em 30fps) e uma câmera frontal para vídeo chamada.     O Grand Toque GCB está disponível em dois modelo: ouro comum e ouro rosé (Foto: Divulgação)

    Espera aí! É um Google Nexus S? Pois é... Essa foi uma suspeita levantada por muita gente, mas não há qualquer confirmação sobre o assunto.

A Mobiado não divulgou o preço do aparelho, o que obviamente não interessaria para alguém podre de rico que quisesse ostentar tal "preciosidade". Afinal, só perguntaria o preço de um produto desses alguém que ache ter dinheiro o suficiente para comprá-lo.          

veja também