MENU

Gêmeos Winklevoss irão apelar ao Supremo Tribunal, diz advogado

Gêmeos Winklevoss irão apelar ao Supremo Tribunal, diz advogado

Atualizado: Terça-feira, 17 Maio de 2011 as 2:40

Os irmãos Winklevoss, em foto de outubro de 2010 (Foto: Adam Hunger/Reuters)

  O advogado dos gêmeos que acusaram o Facebook e seu fundador, Mark Zuckerberg, de roubar sua ideia para a rede social anunciou nesta segunda-feira (16) que eles pretendem apelar ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos para que caso seja ouvido pela corte.     Cameron e Tyler Winklevoss não conseguiram convencer o 9º Tribunal de Recursos em San Francisco a reconsiderar sua decisão de 11 de abril, que determinou pela manutenção de um acordo de US$ 65 milhões em dinheiro e ações alcançado junto ao Facebook em 2008. Os irmãos reclamaram que o acordo era fraudulento, pois o Facebook teria escondido deles certas informações.

Em declaração divulgada na segunda-feira (16), Jerome Falk, advogado dos irmãos, disse que seus clientes acreditam terem sido “enganados” para entrar em um acordo.

“A decisão do tribunal fechou a porta para um pedido sólido de que o Facebook obteve o acordo após cometer fraudes. O nosso pedido ao Supremo Tribunal Federal vai pedir que o órgão decida se a porta deve ser reaberta”, dizia a declaração, conforme o site CNET. Segundo o site, o Supremo Tribunal dos EUA deve decidir se o órgão vai ouvir o caso.

Os gêmeos idênticos Winklevoss foram colegas de classe de Zuckerberg na Universidade de Harvard e também remadores que competiram na Olimpíada de Pequim em 2008. Seu conflito com Zuckerberg foi encenado no filme de 2010 "A Rede Social". Ao desfazerem o acordo, os Winklevoss podem esperar obter maiores benefícios do crescente valor de mercado do Facebook, que, segundo investidores privados, pode ter atingido US$ 70 bilhões.        

veja também