MENU

Hacker é acusado de roubar dados de mais de 130 milhões de cartões de crédito

Hacker é acusado de roubar dados de mais de 130 milhões de cartões de crédito

Atualizado: Segunda-feira, 17 Agosto de 2009 as 12

Um homem de 28 anos foi indiciado nesta segunda-feira (17) por invadir redes de computadores das maiores organizações financeiras e varejistas dos Estados Unidos para roubar dados relativos a mais de 130 milhões de cartões de crédito e de débito, informou o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Albert Gonzales, de Miami, Flórida - que usava na web os nomes "segvec", "soupnazi" e "j4guar17" - é acusado juntamente com outros dois hackers não identificados de usar uma sofisticada técnica de invasão chamada "ataque de injeção SQL", que pretende explorar as redes de computadores, encontrando uma maneira de contornar o firewall da rede para roubar informações sobre cartões de crédito e de débito.

De acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, este é o maior caso de violação de dados de cartões de crédito e de débito já levado a um tribunal norte-americano.

Gonzales e seus cúmplices iniciaram o golpe em outubro de 2006, ao pesquisarem os sistemas de crédito e de débito utilizados por suas vítimas. Em seguida, os dados roubados eram enviados para servidores que operavam na Califórnia, Illinois, Letônia, Holanda e Ucrânia.

Ainda de acordo com a polícia, os hackers usavam sofisticadas técnicas para encobrir suas pistas e evitar a detecção por software antivírus utilizados por suas vítimas.

Entre as vítimas dos ataques estão clientes de companhias norte-americanas de cartão de crédito, cadeias de restaurantes, lojas de conveniência e supermercados.

Se condenado, Gonzales pode pegar até 20 anos de prisão sob a acusação de conspiração e fraude cibernética e uma pena adicional de cinco anos de prisão sob a acusação de conspiração, além de multa de US$ 250 mil para cada acusação.

veja também