MENU

Hackers atacaram sistemas de companhias de petróleo, diz McAfee

Hackers atacaram sistemas de companhias de petróleo, diz McAfee

Atualizado: Quinta-feira, 10 Fevereiro de 2011 as 3:23

A McAfee divulgou um relatório nesta quinta-feira (10) que explica como hackers invadiram sistemas de companhias de petróleo e gás natural para roubar informações sigilosas. O ataque, chamado pela empresa de “Dragão Noturno”, teria como alvo entre 5 e 12 companhias. Além disso, apresentou pouca sofisticação e teria envolvido ferramentas e indivíduos chineses.

O relatório não fornece o nome das multinacionais envolvidas, mas informa que os indivíduos atacados estão localizadas no Cazaquistão, na Grécia, em Taiwan e nos Estados Unidos. Também não há, no texto, o número de companhias envolvidas. Dmitri Alperovitch, vice-presidente de pesquisa da McAfee, disse ao “New York Times” que empresa confirmou cinco alvos, mas que até 12 empresas podem ter sido atacadas.

O nome das companhias petrolíferas não foi divulgado no relatório. O G1 entrou em contato com a McAfee, que afirmou que não iria revelar os alvos dos ataques.

Os ataques ocorrem pelo menos desde 2009, mas podem ter começado em 2007.     A McAfee acredita que chineses podem ter sido envolvidos. Segundo o relatório, os hackers trabalhavam durante o horário comercial da China e usavam ferramentas predominantemente chinesas. Os servidores que controlavam o ataque estavam localizados nos Estados Unidos e na Holanda. No entanto, no caso dos EUA, eram servidores alugados por um chinês da província de Shandong. Os servidores holandeses usados, por sua vez, foram invadidos e postos a serviço dos hackers.    

veja também