MENU

IE 9 chega para explorar recursos do Windows 7

IE 9 chega para explorar recursos do Windows 7

Atualizado: Terça-feira, 15 Março de 2011 as 11:44

A Microsoft apresentou hoje a versão final do navegador Internet Explorer 9. O browser, compatível apenas com os Windows 7 e Vista, será liberado para download nesta madrugada em 40 idiomas, incluindo o português.     O browser, que teve em sua fase de testes 40 milhões de downloads, chega totalmente renovado e preparado para ser integrado ao Windows 7. Não à toa que a principal novidade do Internet Explorer é a possibilidade de transformar alguns sites em aplicativos, como se fossem programas instalados no Windows.

As redes sociais, Twitter e Facebook, por exemplo, já usam o novo recurso do IE9. Portanto, basta o usuário arrastar os ícones desses sites (que aparecem na barra de endereços) para a barra de tarefas do Windows que, automaticamente, eles viram apps. Ao clicar com o botão direito do mouse em cima dos ícones, os internautas têm acesso aos recursos do Twitter e do Facebook sem a necessidade de entrar no site.

Segundo Osvaldo Barbosa Oliveira, diretor geral da área de consumer e serviços online da Microsoft Brasil, o recurso foi desenvolvido para auxiliar os internautas, já que eles gastam 57% do tempo em frente ao PC com a navegação web.

“O recurso, que é fácil de ser implementado nas páginas web, também tem outro objetivo: ajudar os sites a atrair mais audiência”, diz.

Tela maior

O Internet Explorer 9 (como pode ser visualizado acima) mantém o visual que apresentou nas versões de testes – e , inclusive, que lembra bastante o design dos navegadores Google Chrome e Apple Safari.

De acordo com Galileu Vieira, gerente de marketing para programas de parceiros web, a nova interface foi pensada para dar o maior espaço possível para a página de internet. “É ela que deve ser o destaque, não o navegador.”     As abas do browser, por exemplo, estão ao lado da barra de endereços, mas o usuário que não gostar do estilo pode deixá-la em outra posição. A barra de endereços também funciona como recurso de pesquisas. Por padrão, ela vem configurada com o sistema de buscas do Bing, da Microsoft. Mas, se quiser, o usuário pode adicionar outros sistemas, como o do Google.

Novo motor

O desempenho do IE9 não lembra em nada o do Internet Explorer 8. Segundo Oliveira, o navegador ficou mais rápido porque os engenheiros desenvolveram um novo motor para processar e carregar as páginas web.

Segundo testes internos da Microsoft, o IE9 é mais rápido que os seus concorrentes diretos (Firefox e Chrome) e ainda é totalmente compatível com os padrões do HTML5 homologados pelo W3C – o grupo que desenvolve os novos padrões da web.

Só que num teste independente, chamado HTML5 Test, o navegador não vai bem. No INFOlab, enquanto o Firefox e o Chrome conseguem, respectivamente, 240 pontos e 288 pontos de compatibilidade com os novos padrões, o IE9 alcançou somente 130 pontos. Questionamos a Microsoft. “O resultado do HTML5 Test, pra gente, não diz nada. Porque ele é um teste que não foi homologado pelo W3C e inclui padrões que não sabemos se vão valer ou não para o HTML5”, explica Galileu.

Extensões

O navegador Internet Explorer não terá uma loja de aplicativos ou um suporte de extensões como o Chrome e o Firefox têm. Segundo Oliveira, o IE9, como as edições anteriores do navegador, continuará com suporte a alguns add-ons, como os Web Slices.

“Complemento só deixa o navegador lento. Então, uma loja de aplicativos não é o foco. Apesar disso, o IE9 terá uma documentação disponibilizada para que os programadores usem as APIs do software e façam add-ons”, diz.      

veja também