MENU

Internet 4G já tem 17 milhões de assinantes

Internet 4G já tem 17 milhões de assinantes

Atualizado: Quinta-feira, 7 Abril de 2011 as 2:14

Cerca de 3,7 milhões de novos assinantes de banda larga wireless e WiMAX foram registrados no quarto trimestre de 2010 em todo o mundo, número que deve aumentar em mais 5,5 milhões ao longo de 2011. Os dados são da 14ª edição do Relatório Trimestral 4GCounts da Maravedis. A base de assinantes de WiMAX e LTE alcançou, respectivamente, 17,25 milhões e 320 mil no fim de março deste ano. O aumento representa um salto de 32,7% na comparação trimestre a trimestre, dos 13 milhões registrados no fim do 4º trimestre de 2010.

A Maravedis prevê que 59 redes FDD-LTE e outras três LTE TDD estarão em operação em todo o mundo até o final deste ano. "Serão 305 milhões de assinantes LTE até 2016, dos quais 14%, ou 44 milhões, serão usuários TD-LTE, e o restante (86%, ou 261 milhões) serão FDD-LTE”, diz Esteban Monturus, co-autor do relatório trimestral.

O padrão TD-LTE ganhou força e atraiu atenção mundial para o espectro TDD. A Maravedis acredita que as redes comerciais TD-LTE começarão a operar em mais de 10 países entre 2011 e 2012, antes mesmo que a China Mobile implante a sua. Durante esse período, um dos acontecimentos mais relevantes durante o primeiro trimestre deste ano na Europa foi o leilão na Suécia da banda de 800 MHz, em março. As operadoras TeliaSonera, Net4Mobility e Hutchison 3G ganharam cada uma 2X10MHz de espectro para a implantação de redes 4G. Na Inglaterra, o regulador das telecomunicações anunciou um leilão de espectro que deverá preparar o caminho para serviços 4G no país. Segundo os dados propostos, devem ser leiloados os espectros de 800 MHz e 2,6 GHz.

Em termos de dispositivos, os celulares estão superando modems fixos e USB na preferência dos usuários das 50 maiores operadoras de WiMAX, representando respectivamente 34%, 25% e 30% da penetração de mercado. Aparelhos celulares e smartphones estão decolando graças à implantação agressiva desses dispositivos pela Clearwire (EUA), Yota (Rússia) e Korea Telecom (Coréia do Sul). Analistas da Maravedis acreditam que os tablets e telefones flip que se convertem em tablets serão a próxima tendência para 2011 em termos de dispositivos.

Segundo o relatório, os aplicativos de dispositivos móveis estão impulsionando o uso da banda larga e, consequentemente, aumentando o tráfego. Acessos a vídeo correspondem hoje a 40% do tráfego em todo mundo, elemento dominante da web móvel nos próximos anos. Os vídeos em 3D vão se tornar um recurso popular para banda larga móvel, pois alguns dispositivos portáteis já permitem assistir conteúdo 3D sem necessidade de óculos especiais.      

veja também