MENU

Internet ao alcance das mãos é cada vez mais rápida e barata

Internet ao alcance das mãos é cada vez mais rápida e barata

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 11:02

Quem conviveu com a internet discada há 15 anos ainda desconfia da facilidade de usar o telefone celular para navegar na rede. As tecnologias disponíveis no mercado e as promoções oferecidas pelas operadoras permitem que o usuário faça downloads, acesse e-mails e redes sociais pelo celular de forma rápida e - melhor ainda - barata.

O padrão WAP foi o primeiro a ser usado pelos desenvolvedores para tornar as páginas mais simples e a navegação possível quando a velocidade da troca de dados era muito baixa. O serviço lento e as tarifas elevadas, cobradas por minuto, contribuíram para que o modelo não se popularizasse, embora ele ainda esteja disponível no mercado.

A tecnologia 3G representa o que há de mais avançado no Brasil para quem quer acessar a internet pelo celular atualmente. Trata-se da terceira geração de telefonia móvel. A primeira foi a de aparelhos analógicos e a segunda, dos celulares digitais.

O grande diferencial dessa nova tecnologia em relação às anteriores é a velocidade e o volume de tráfego de dados, comparável à conexão banda larga utilizada pelos desktops. Aos poucos, as operadoras estão expandindo as suas áreas de cobertura 3G. No Rio de Janeiro, boa parte da região metropolitana já conta com o serviço.

Com uma transmissão mais veloz e o uso de smartphones, as empresas puderam oferecer ao usuário a experiência de acessar a web pelo celular de maneira semelhante à Internet de casa.

Como ativar a web móvel

Não é preciso ter um smartphone para acessar a internet. Basta que o seu celular esteja apto a se conectar. A maior parte dos aparelhos é compatível com WAP, mas o padrão não compensa pela baixa velocidade de navegação e pelas tarifas, cobradas em minutos e geralmente mais caras ¿ em torno de R$ 0,50 por minuto. Verifique com a sua operadora se o seu celular possui um navegador. Algumas empresas oferecem download gratuito de aplicativos para facilitar a navegação.

Para acessar a internet, o ideal é contratar um pacote de dados. O tamanho de cada página acessada (ou seja, o download dos dados de cada página), medido em kilobytes, será debitado da sua franquia, que pode ser de 30, 50 ou 100 MB (megabytes), por exemplo. Atingido o seu limite, você será cobrado pelos megabytes excedentes.

Algumas operadoras não tarifam os MB extras, mas reduzem a velocidade de navegação do cliente. As empresas também oferecem a opção de acesso ilimitado à internet. Há ainda aparelhos com dispositivo Wi-Fi, para captar sinais de rede sem fio. Se você tiver essa opção, pode economizar o dinheiro que pagaria contratando um pacote de dados. O problema é ficar sujeito às áreas com cobertura.    

veja também