MENU

Jogo da Copa recria a mesma emoção da competição real

Jogo da Copa recria a mesma emoção da competição real

Atualizado: Quinta-feira, 13 Maio de 2010 as 4:21

Plataformas: Xbox 360, PlayStation 3 (versão testada), PSP e Wii

Produção: Electronic Arts

Desenvolvimento: EA Sports

Distribuição no Brasil: Warner Bros.

Gênero: Esporte

Lançamento: 19 de maio no Brasil

Preço sugerido: R$ 230 (PS3/X360)

Nota: 9,0*

A guerra entre os fãs das séries de futebol "Fifa" e "Pro evolution soccer" finalmente terá uma trégua. Pelo menos durante a Copa do Mundo ou, melhor dizendo, enquanto esses jogadores estiverem se divertindo com o game "2010 Fifa world cup". O motivo disso é que embora o título seja produzido pela Electronic Arts, de "Fifa", ele faz um belo trabalho em trazer uma das melhores experiências de futebol nos videogames, e agradará até os gamers fanáticos pelo jogo da franquia rival, produzida pela Konami.

Estes jogadores, que torcem o nariz só de ouvir a palavra "Fifa", terão uma surpresa desde o primeiro minuto com a bola rolando no gramado virtual. O game está mais rápido, principalmente na troca de passes e na facilidade de se criar jogadas com os craques, algo bastante similar a "Pro evolution soccer". Isso mostra que o time de desenvolvimento trabalhou no pouco tempo de intervalo entre a apresentação do game durante a Game Developers Conferece (GDC), onde o G1 testou o titulo em primeira mão, e o lançamento no final de abril.

Em San Francisco, "2010 Fifa world cup" parecia mais uma versão de "Fifa 10" apenas com seleções e, claro, com leves melhorias nos controles e na velocidade das partidas. O produto final mostra que um time de desenvolvimento entrosado consegue levar ao Playstation 3, ao Xbox 360 e ao PC um grande jogo de futebol que, mesmo sendo temático, pode ser jogado por muito tempo depois da Copa do Mundo.

O clima da Copa

Um dos trunfos da Electronic Arts é que, em seus jogos esportivos, ela consegue passar o verdadeiro clima de se estar nos estádios. Com o "2010 Fifa world cup", ela chega ao ápice deste quesito, fazendo com que o jogador e quem mais esteja assistindo a partida em casa, se sinta na frente da TV torcendo pela Seleção Brasileira.

A torcida não para de gritar por um segundo durante o jogo. Até mesmo as canções ecoadas pelos estádios para levantar a moral do time de Dunga estão no game. O mesmo vale para as outras seleções mais importantes do título. Quando os times entram em campo na África do Sul, há uma chuva de papel picado que suja o gramado, faixas, bandeiras e torcedores com a face pintada que fica difícil não se empolgar. Se apenas na entrada dos times é assim, imagine a gritaria quando uma bola acerta a trave ou quando um gol é marcado.

Uma das possibilidades de "2010 Fifa world cup" é poder disputar uma edição virtual da Copa, com as mesmas seleções e grupos sorteados pela Fifa. Antes e depois de cada partida, um menu mostra as notícias da competição com direito a fotos do time do Brasil comemorando uma vitória sobre Portugal ou do técnico Dunga chateado com uma derrota (fictíca, claro) para a Coreia do Norte.

O game serve também para prever qual será o caminho do Brasil no campeonato mundial. Durante a Copa do Mundo realizada pela reportagem do G1 no game, o Brasil ganhou da Coreia do Norte e da Costa do Marfim, mas empatou sem gols com Portugal. No saldo de gols, a seleção de Cristiano Ronaldo ficou em primeiro lugar no grupo. Assim, o Brasil pegou, na sequência, Espanha, Itália, Sérvia e França, na final. A festa ao se levantar a taça de campeão não tem preço, principalmente ao ouvir o grito da torcida e ver os fogos de artifício no céu.

O jogo não vive só das finais da Copa do Mundo. É possível fazer toda a trajetória, desde as eliminatórias, de uma das 199 seleções presentes no título. Nas eliminatórias sul-americanas, o destaque fica por conta das partidas na altitude. Jogando em La Paz, por exemplo, a bola corre mais, os chutes saem com mais força e os jogadores cansam mais rapidamente. Isso afeta todo o esquema tático de uma equipe. Para ganhar da Bolívia com a Seleção Brasileira em tais condições, foi necessário recuar mais a equipe, colocar a opção "posse de bola" como tática e trocar mais passes em direção ao gol. A iniciativa fez com que os jogadores cansassem menos em campo. O placar foi 1 x 0.

Também, é possível realizar amistosos com um amigo com a possibilidade de escolher o estilo da partida, que pode ser desde na fase de grupos da Copa como em uma final. Esta escolha faz diferença no comportamento dos jogadores e no clima da torcida.

Uma das grandes preocupações da Electronic Arts foi com os jogos on-line. Assim como um amistoso contra um amigo, é possível jogar contra qualquer pessoa pela internet selecionando as mesmas condições.

A novidade é a possibilidade de disputar uma Copa do Mundo virtual, que cria tabelas totalmente únicas para cada gamer. Ela funciona da seguinte maneira: ao se conectar, o jogador seleciona uma seleção e o adversário outra. As primeiras três partidas contam como um jogo na fase de grupos. Caso consiga se classificar para as oitavas de final, as partidas têm penalidades no caso de empate. O mais interessante é cada vez que alguém ganha uma Copa para uma seleção, ela acumula pontos em uma tabela virtual. Até a manhã desta quarta-feira (12), o Brasil estava em quinta posição neste ranking e a Argélia em primeiro lugar.

Os jogadores podem mudar o rumo da história. Há um modo de jogo que permite reviver momentos polêmicos das eliminatórias espalhadas pelo mundo e, também da última Copa. A partida em que a Bolívia goleou a Argentina em La Paz está disponível. O objetivo é fazer com que a seleção de Maradona vire o resultado faltando poucos minutos. Dependendo do cenário escolhido, o time apresenta o mesmo número de cartões amarelos e atletas expulsos da ocasião. As missões apresentam um nível alto de dificuldade. Ao conseguir um determinado número de pontos, é possível jogar missões referentes à Copa de 2006.

A EA promete que haverá novas missões por meio de download durante a Copa, que trará objetivos específicos para serem feitos para, pelo menos no game, mudar a história.

O game foi concluído antes de as escalações das seleções terem disso divulgadas. Por conta disso, os jogadores que estão no game foram escolhidos por conta das participações nas eliminatórias da Copa. Entretanto, alguns times já dispõem de atualização on-line, trazendo a escalação que estará no mundial. A atualização da seleção brasileira não estava disponível até o meio-dia desta quarta.

Para todos os gostos

Para evitar brigas comuns sobre o esquema de controles de "Fifa" e de "Pes", "2010 Fifa world cup" permite mudar os botões ao gosto do jogador, como já acontece em outros jogos "Fifa".

Entretanto, durante as partidas, os controles respondem mais rapidamente, o que fará com que até os jogadores do título da Konami possam se divertir. Os passes são rápidos, os jogadores em campo são habilidosos e bastam poucos toques nos botões para realizar inúmeros dribles.

O jogador utiliza a alavanca analógica da direita para driblar. A EA inseriu inúmeros dribles, alguns que apenas os atletas mais habilidosos (que apresentam o ícone de uma estrela) poderão realizar. O replay dos golaços podem ser publicados no site da Electronic Arts.

Quem criou um atleta no modo "Be A Pro" de "Fifa 10" pode importá-lo para "2010 Fifa world cup" e utilizá-lo na seleção de seu país, vivendo a Copa do mundo de outra perspectiva. Para tanto, é importante ter um atleta com um bom nível físico e técnico ou a seleção poderá ter dificuldades no campeonato.

Mesmo quem prefere "Pes" deve experimentar "2010 Fifa world cup". E quem é fã de "Fifa" tem um dos melhores títulos do esporte da modalidade em mãos. Muito das melhorias e novidades trazidas pelo game estarão em "Fifa 11", que será apresentado pela primeira vez durante a feira Electronic Entertainment Expo (E3) que ocorre em Los Angeles, nos EUA. Por enquanto, "2010 Fifa world cup" faz muito bem o seu trabalho e, certamente, estará nos consoles dos fãs que o jogarão entre as partidas da seleção na Copa do Mundo.

*A análise do G1 utiliza uma escala de 0 a 10 e considera a experiência geral do jogo, com base em fatores como inovação, diversão e valor para o jogador.

Por Gustavo Petró

veja também