Lei prevê pulseira eletrônica após parto

Lei prevê pulseira eletrônica após parto

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:17

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou um projeto de lei que obriga os hospitais e maternidades públicos e privados a colocarem pulseiras eletrônicas em recém-nascidos. De acordo com o projeto, a pulseira deve ser colocada logo após o parto e retirada somente após a alta hospitalar, na presença da mãe. As pulseiras serão semelhantes às usadas em lojas de departamentos para evitar roubos. Os hospitais deverão instalar censores especiais em seus acessos. Em caso de tentativa de roubo da criança, o sinal sonoro será acionado.

Segundo o autor do projeto, vereador Carlos Apolinário, as pulseiras poderão ser utilizadas mais de uma vez, o que diminuiria os custos de manutenção para os hospitais. Em 2009, 167 mil partos foram realizados em São Paulo.

O texto segue agora para sanção do prefeito Gilberto Kassab (DEM). Caso aprovada, a lei deve entrar em vigor em 2011.

Postado por: Thatiane de Souza

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições