MENU

LibreOffice 3.3, primeira versão desde a separação do OpenOffice.org, já está no ar

LibreOffice 3.3, primeira versão desde a separação do OpenOffice.org, já está no ar

Atualizado: Quinta-feira, 27 Janeiro de 2011 as 2:17

A The Document Foundation anunciou o lançamento da primeira versão estável do LibreOffice, a 3.3. O LibreOffice é uma “dissidência” do OpenOffice.org, criado por desenvolvedores insatisfeitos com a condução do projeto pela Oracle, que mantém o projeto original.

Boa parte das mudanças da nova versão vêm de plugins que a Sun e sua compradora, a Oracle, se recusavam a incorporar no projeto principal. Abrir PDF, por exemplo, era uma dessas capacidades que já estavam disponíveis através destas extensões, mas que já vem embutidas no LibreOffice. Outras foram criadas especialmente para o novo programa, como a capacidade de importar e editar SVGs, formato de imagem vetorial que pode ser lido em navegadores web como Firefox e Internet Explorer.

Enquanto isso, o projeto da OpenOffice.org segue em paralelo, mas como os dois projetos são livres, as novidades da versão lançada recentemente pela Oracle estão no programa da The Document Foundation. Com isto, o LibreOffice ganha a capacidade de ler planilhas de até 1 milhão de linhas, uma nova interface de impressão, além de outros ajustes de usabilidade. A versão brasileira do LibreOffice se chama BrOffice, por conta de um problema de marca há alguns anos: a marca “OpenOffice” já havia sido registrada no país por uma outra empresa não relacionada com o projeto, o que obrigou a versão brasileira a adotar outro nome. Mesmo tendo decidido abandonar o OpenOffice.org em prol do LibreOffice, os responsáveis pelo projeto nacional resolveram manter o nome.

Uma grata surpresa é que a versão brasileira saiu simultaneamente à versão internacional – o BrOffice costumava ser lançado com algum atraso em relação ao OpenOffice.org. O BrOffice 3.3 é gratuito e tem versões para Windows, GNU/Linux e MacOS X, podendo ser baixado pelo site oficial.    

veja também