MENU

Lucro líquido da Lenovo quase dobra impulsionado por vendas na China

Lucro líquido da Lenovo quase dobra impulsionado por vendas na China

Atualizado: Quinta-feira, 18 Agosto de 2011 as 2:16

A Lenovo é a terceira maior fabricante mundial

de computadores (Foto: Divulgação/Lenovo)

  Impulsionada por vendas fortes na China e outros mercados emergentes, a Lenovo apresentou nesta quinta-feira (18) resultados superiores às expectativas de analistas. A companhia teve lucro líquido de US$ 108,8 milhões no trimestre encerrado em junho, contra lucro revisado de US$ 54,9 milhões no mesmo período em 2010.

A Lenovo lidera o mercado chinês de computadores, com participação de 31,7% no último trimestre, de acordo com números do grupo de pesquisa IDC. Em todo o mundo, a participação da Lenovo subiu para 12,2% no período, ante 9,9% no trimestre anterior.

Cerca de 60% dos embarques da Dell, segunda maior fabricante mundial de computadores, se destinam a países desenvolvidos. Enquanto de 60% a 65% dos embarques da Lenovo são para mercados emergentes, disse Steve Tseng, analista da Samsung Securities. “Mesmo que o crescimento mundial se desacelere, o crescimento nos mercados emergentes ainda será melhor, e a Lenovo não deve passar, necessariamente, por desaceleração substancial”, acrescentou.

Ações

As ações da empresa, entretanto, chegaram a cair 9%, em meio à onda de venda de ações de tecnologia deflagrada por comunicados de empresas americanas. As ações da Dell e da líder Hewlett-Packard despencaram na quarta-feira (18) depois que a fraca projeção anunciada pela Dell reforçou as preocupações de que a recuperação pode não acontecer.

“Alguns investidores podem estar preocupados que o que aconteceu com a Dell venha a se aplicar à Lenovo”, disse Steve Tseng. “Não creio que a questão seja uma preocupação tão grande no caso da Lenovo”.

Analistas consideram que a Lenovo não será muito afetada por uma queda nos gastos dos governos, ainda que a desaceleração na economia mundial possa ser um fator de risco em alguns de seus mercados.            

veja também