MENU

Microsoft deverá pagar US$ 290 milhões por violação de patente

Microsoft deverá pagar US$ 290 milhões por violação de patente

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 1:33

Empresa canadense reclamava de patente em

ferramenta do programa Word (Foto: Reprodução)

  A Microsoft perdeu na quinta-feira (9) na Suprema Corte dos Estados Unidos uma batalha contra uma pequena companhia canadense que a acusava de ter violado uma patente. O caso custará US$ 290 milhões a Microsoft e poderá atingir outras gigantes tecnológicas.

A Justiça respaldou em um voto unânime a empresa i4i, que acusava a Microsoft de ter utilizado no programa Word, do Microsoft Office, uma ferramenta de edição de XML cuja patente lhe pertence. A sentença impõe sobre a companhia fundada por Bill Gates a maior multa financeira estabelecida em um caso de violação de patentes e fecha um longo processo, aberto em 2007 pela i4i.

Com o apoio da Apple e Google, a Microsoft recorreu na Suprema Corte com o argumento de que a patente era sua e que eliminou a ferramenta nas últimas versões do programa Word.

Novas disputas

Apesar da linguagem empregada na sentença ser muito técnica, a interpretação da juíza Sonia Sotomayor pode provocar novas disputas por direitos de propriedade intelectual de bilhões de dólares, segundo especialistas citados pelo site "Computerworld".

No processo, a Microsoft tinha ainda o apoio de companhias tecnológicas como Intel e Verizon, fabricantes de automóveis como General Motors e Toyota, farmacêuticas que elaboram produtos genéricos e empresas de serviços financeiros, além da cadeia de distribuição Wal-Mart.        

veja também