MENU

Ministro critica preço da banda larga no País

Ministro critica preço da banda larga no País

Atualizado: Sexta-feira, 18 Fevereiro de 2011 as 11:55

A declaração foi feita durante encontro com Carlos Lauria, representante do Comitê de Proteção a Jornalistas, que apresentou ao ministro as conclusões do relatório “Ataques à Imprensa em 2010”. O documento destaca as ameaças à liberdade de expressão e os abusos cometidos contra jornalistas na América Latina.

“O Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) vai permitir o acesso de mais pessoas a mais mídias e tecnologias. O número infindável de blogs e sites ajuda a difundir informações e fortalece a liberdade de expressão”, frisou.

Ao criticar o preço das conexões em alta velocidade, o ministro comparou o custo ao valor dos microcomputadores e disse: “hoje é possível comprar um desktop razoável no mercado por 800 reais. Em vários lugares, como na periferia de Brasília, você paga 80 reais por mês para ter o serviço de internet. Então, em dez meses, custa o valor do computador. É muito pesado.”

Outro dado revelado por Bernardo foi que a rede atual de fibras ópticas já é capaz de atender 70% do Brasil. Isso significa que já existe uma infraestrutura necessária para atingir a meta do PNBL, disse. Os investimentos, reforçou ele, são necessários para ampliar um pouco mais a rede e buscar a expansão e melhoria do serviço.    

veja também